Que saudade de foder minha ex

Nada como foder a ex pra lembrar dos velhos tempos

Sou o Carlos e tenho uma ex namorada chamada Sandra, uma mulher gostosa que adora foder. Ela é morena, cabelos negros, 30 anos, 10 anos mais velha que eu, corpão, bunda perfeita, peitos grandes que eu adorava mamar e uma bucetinha linda, lisinha e com um grelinho saliente. Já perdi as contas de quantas vezes eu me deliciei chupando aquele grelo gostoso, mas infelizmente, uma mulher como ela tinha que ter um defeito, e era me fazer de corno. A safada adorava sair com outros homens enquanto eu viajava por conta do trabalho. Descobri até que ela deu para amigos meus, então resolvi terminar com ela. A piranha ficou com raiva, me xingou, me bloqueou nas redes sociais e confesso que fiquei mal, triste, queria ela no meu pé, acho que foi coisa de corno com o orgulho ferido.

Essa minha ex é daquele tipo de mulher que curte fuder até debaixo d’água, não tem tempo ruim. A gente viajava de carro, parava na estrada pra transar, ela me chupava gostoso no trânsito depois do expediente, me dava o cu em alguma balada, era sempre uma aventura e o perigo da gente ser descobertos é o que me dava mais tesão ainda. Um dia lembro que a gente tava voltando da praia, bateu tesão e no estacionamento eu passei a vara nela enquanto alguns flanelinhas assistiam, uns com o pau na mão tocando punheta e ela adorando ser observada. Ela sempre disse que se sentia gostosa fazendo isso na frente dos outros, se sentir desejada era tudo.

Lembro bem desse dia na praia, eu bebi um pouco, fiquei cheio de fogo, abri a porta de passageiro, ela ficou empinadinha com metade do corpo dentro, metade fora e eu soquei a pica nela. A safada começou a rebolar no meu cacete, seu biquíni minúsculo todo enfiado no cu e meu pau entrando de ladinho, foi uma delícia, a buceta dela toda melada, meu pau todo atolado, ela gemendo e rebolando e os caras a uns metros dali vendo tudo e tocando uma punheta gostosa. Cacete, foi uma foda louca, gozei no cuzinho dela ali mesmo, entramos no carro e saímos rindo dos marmanjos babando por ela.

Outra foda gostosa das muitas, foi no casamento de uma prima dela. A Sandra tava tão gostosa nesse dia, com um vestido dourado lindo, decotado, uma maquiagem bem feita e cabelo lindo, eu tava doido pra meter a pica nela desde a hora em que fui buscar ela em casa. A gente trocou uns amassos no carro, fiquei de pica dura, ela bateu uma pra mim mas o tesão não passou, passei o casamento tomando uns drinks e com vontade de foder. Só pelo olhar ela entendeu o que eu queria e pelo olhar dela entendi que ela queria dar também. Ela chegou no meu ouvido e disse que tava toda molhadinha, nessa hora eu pirei, ela levantou, disse que ia ao banheiro e se não entrasse ninguém era para eu ir atrás dela.

Fui atrás dela uns minutos depois, entrei no banheiro, numa cabine e ela me agarrou e deu um beijo gostoso na boca, foi uma delícia de putaria. A sacanagem rolou solta, passei a mão nela, ela pegou meu pau, botou pra fora, se ajoelhou e começou a chupar. Mamou gostoso no meu cacete, mordia de levinho como eu gosto, lambeu a cabeça do meu pau, me deixou cheio de tesão, comecei a bombar na boca dela, ela engoliu meu pau todinho, ficou doida me chupando, eu não aguentei e acabei gozando gostoso na boca dela. A gente trocou uns beijos gostosos, fiquei com vontade de comer a safada, a gente se agarrou uns minutos, voltamos pra mesa e depois da festa no estacionamento do salão a gente fudeu gostosinho dentro do carro, ela sentou no meu colo, encaixou meu pau e rebolou gostoso no meu cacete, foi um tesão, senti a buceta dela apertando meu cacete, rebolou gostoso e logo ela gozou no meu cacete.

Bom, foram várias trepadas bem gostosas até que descobri que ela tava me traindo com um colega de trabalho, puta que pariu! fiquei arrasado, amava muito ela, ela pediu perdão mas eu terminei querendo que ela viesse atrás e nada. O tempo passou, 1 ano depois que terminei com ela, já tava inteiro de novo, mas resolvi que não ia me amarrar a ninguém tão cedo, ia curtir minha solteirice. Eis que um dia vou no aniversário de um amigo de um amigo numa casa de praia cheia de gatinhas e encontro a Sandrinha lá. Nossa, na hora pensei em todas as putarias que fiz com ela e me deu um tesão instantâneo, a gente sempre teve muita química.

Ela só me olhou de longe, olhei e virei a cara, não queria dar moral pra ela. Continuei bebendo com meus amigos, depois os caras foram pra piscina e eu fui no bar pegar mais bebida, aí quando menos espero ela aparece perguntando se eu não me lembro mais dela. Respondi que infelizmente lembrava, principalmente dos chifres, mas ela sorriu e disse que já fazia muito tempo e que apesar de tudo, sentia falta das loucuras que a gente fazia.

Eu falei que a gente podia matar a vontade, então ali mesmo começamos a nos beijar gostoso. Nem preciso dizer que meu pau deu sinal de vida na hora, levei ela para os fundos da casa, lá na parte do jardim e a gente ficou se amassando a vontade. Dei um beijo gostoso nela, senti sua respiração ofegante, meu pau duro encostando nela, que delícia de putaria. Ela me apertava, peguei na sua bunda gostosa, apertei com vontade e meti uns dois dedos na sua bucetinha pra sentir como tava. Ela tava super molhadinha, que delícia, fiquei morrendo de vontade de transar com ela logo, masturbei sua bucetinha e ela começou a gemer e falar sacanagem no meu ouvido.

Ela disse que tava com saudade disso e do meu pau, então foi abrindo meu zíper, colocou pra fora e me deu uma mamada deliciosa, tava louco pra sentir a boquinha quente dela novamente na minha pica. Que delícia de chupada, deixei ela me mamando gostoso e quando não aguentei mais, fiz ela levantar, virei de costas, beijei ela todinha e encaixei meu pau nela. Ela ficou bem empinadinha, nossa que tesão de mulher! Gemia, rebolava, não tava nem aí se alguém ia aparecer e pegar ela no flagra. Fiquei metendo gostoso nela, logo percebi que dois caras apareceram e estavam vendo a gente, mas fingi que não vi e ela também. Continuamos fudendo gostoso, meti com mais força, botei pra rebolar e acabei gozando dentro da minha ex putinha.

Foi uma gozada quente, deliciosa, ela gemeu, pediu pra provar meu leitinho, coloquei o pau na boca dela e fiz ela limpar tudinho. Foi tão gostoso, claro que eu não ia voltar com ela, mas não queria perder a chance de comer a safada mais uma vez.

Posts relacionados

Fodendo minha cunhadinha ninfeta Fodendo minha cunhadinha ninfeta
Conto de Traição: Fodendo minha cunhadinha ninfeta Fodendo minha cunhadinha ninfeta Meu nome é Breno, tenho 38 anos, tenho uma cunhada chamada Juliana, ela tem 19 aninhos de pura...
Leia completo
Matando a vontade de sexo Matando a vontade de sexo
Conto de Traíção: Matando a vontade de sexo Olá, meu nome é Marcelo e tenho muito que contar algo incrível que aconteceu comigo nesses últimos dias, eu tenho até outras...
Leia completo
Jéssica Minha Cadelinha Jéssica Minha Cadelinha
Conto Erótico Jéssica Minha Cadelinha Jéssica, tem vindo a tornar-se, numa profissional de obediência extrema, quando não tem clientes para satisfazer, treino-a ,...
Leia completo
Minha prima perdendo a virgindade no aniversário Minha prima perdendo a virgindade no aniversário
Contos de Incesto: Minha prima perdendo a virgindade no aniversário Minha prima perdendo a virgindade no aniversário Eu tenho uma prima bem gostosinha que tem 19 anos, eu sou dois...
Leia completo
Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet. Um enorme acervo com diversos temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais! Caso tenha alguma contribuição, nos envie seu conto através do nosso link ENVIE SEU CONTO. Diversos contos de nosso site são retirados de outros sites. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em contato que removeremos imediatamente.
Contos Eróticos BR© 2015 / 2019 - Contos Eróticos BR Todos os direitos reservados.