Conto de Fetiche: Fazendo swing pela primeira vez

Fazendo swing pela primeira vez. Sou uma casada curiosa, prefiro não revelar meu nome, mas gostaria de compartilhar um relato com vocês, de como foi a minha primeira vez me sentindo uma puta quando fiz swing.

Eu sou casada a 9 anos e no nosso 7 ano de casamento a vida sexual minha e do meu marido começou a ficar muito fria, raramente eu tinha vontade de transar com ele e quando ele me procurava nas raras vezes, era pra uma coisa rápida e morna que eu nem gozada.

Isso tava me frustrando muito e para completar, nesse período de carência um colega meu do trabalho disse que ele curtia ir em casas de swing ou marcar encontro com casais pela internet para comer a esposa enquanto o marido assistia tudo.

Isso me deixou muito curiosa e com tesão, esse meu amigo, que vou chamar de Guilherme, sempre dava em cima de mim, eu ficava louca mas tratava logo de cortar a dele, não queria virar fofoca no trabalho, afinal onde se ganha o pão, não se come a carne.

Fazia 1 mês que meu marido não me comia e eu sem aguentar mais de tesão, acabei dando trela para o Guilherme, a gente se beijava escondido na sala quando não tinha ninguém, já cheguei a chupar o pau dele algumas vezes mas ainda não tinha chegado aos finalmentes com ele porque me sentia mais culpada ainda.

Ele me comeu gostoso depois de muito tempo

Mas parece que o fato de ser paquerada por outro homem fez meu marido finalmente me notar mesmo sem saber do que rolava. Um dia ele chegou por trás de mim na cozinha, beijou meu pescoço, levantou minha saia e começou a tocar na minha buceta.

Pude ver que seu cacete tava duro feito pedra e logo senti aquele caralho grosso, grande e quente me penetrar inteira, atolar todinho na minha buceta. Eu soltei um gemido gostoso quando ele bombou a primeira vez e o safado me segurava pela nuca, metia forte e logo não aguentei e gozei.

Foi uma gozada como eu não tinha a muito tempo, isso me deixou bem animada mas mesmo assim não conseguia resistir ao meu colega de trabalho. Eu deitei na cama com meu marido, ficamos trocando carinho e começamos a falar de sexo, de fetiche e eu perguntei se ele tinha curiosidade em fazer troca de casais.

Ele estranhou a pergunta, demorou um pouco para responder e disse que um dia na casa de um amigo ele viu um filme pornô desse tipo e ficou com muito tesão, mas jamais me pediria algo assim porque imaginava que eu não ia curtir, mas depois desse dia combinamos de conversar sobre nossos desejos, quem sabe assim o casamento não melhorava?

Comentei isso com o Guilherme e ele falou que ele e a namorada estavam procurando um casal. Levei na brincadeira mas vi que ele tava falando sério, então senti um misto de tesão e nervoso que me lembro até agora. Foi um tempo conversando com meu marido, até que conhecemos a namorada do Gui, numa reunião que rolou aqui em casa, e ela é um espetáculo de morena. Alta, magra, seios médios, cabelos ondulados, olhos cor de mel e uma boca carnuda.

Ela poderia ser modelo bem facilmente se quisesse e nem preciso dizer que assim que colocou os olhos nela meu marido ficou excitado né? Na hora ele topou a ideia, então no outro fim de semana marcamos com o casal aqui em casa. Não temos filhos por isso seria tranquilo.

A gente bebeu, conversou e do nada meu colega levantou e me tascou um beijo na boca. Fiquei com medo da reação do meu esposo, mas ele levantou do sofá e fez o mesmo com a namorada do Gui. Não senti ciúmes, fiquei com tesão vendo meu marido com outra.

Logo depois a namorada do Gui chegou em mim e perguntou se podia me dar um beijo. Fiquei trêmula mas deixei. Ela disse que eu era muito linda e me deu um beijo cheio de vontade. Eu nunca tinha beijado uma mulher, mas quando senti aquela língua quente e macia na minha boca, eu sabia que ia querer repetir de novo. Ela deixou minha buceta mais molhadinha ainda.

Nossos homens foram na cozinha pegar bebida e a safada aproveitou pra abrir bem minhas pernas e fazer o melhor sexo oral que já recebi na vida. Ela chupava meu grelo, passava seus dedos, penetrava com dois enquanto me chupava e eu estava louca de tesão na língua dela quando eles voltam e ficam observando a cena tocando uma punheta gostosa.
swing
Meu amigo se aproximou, enquanto ela me chupava e enfiou o pau na minha boca. Foi um prazer enorme aquela putaria toda. Meu marido também aproveitou e começou a meter na namorada do Gui enquanto ela tava de quatro se deliciando com minha xaninha molhada.

Depois de me fazer gozar, continuei chupando meu colega e a namorada dele abriu as pernas no sofá e ordenou que meu marido chupasse a buceta dela. O cheiro de sexo exalava por toda a sala, uma sacanagem bem gostosa entre nós quatro.

Eu não pude deixar de observar a buceta da namorada do Gui. Era toda lisinha, fechadinha, parecia uma flor. Eu também fiquei louca pra chupar, mesmo nunca tendo feito isso antes. O meu colega me botou de quatro no sofá, começou a falar que meu corpo era delicioso, apertou meus peitos e começou a foder minha buceta com força.

Me controlei pra não gritar de prazer e acordar os vizinhos, mas tava gostoso demais. Meu marido tinha feito a namorada dele gozar e tava recebendo um boquete gostoso enquanto empurrava o pau na boca dela como se tivesse comendo uma bucetinha.

Depois foi uma delícia, nós duas no sofá e eles metendo na gente de quatro enquanto eu beijava a boca dela e sentia o gosto da pica do meu marido. A gente foi gemendo, levando pica e gozamos enquanto a gente se beijava e fizemos nossos machos gozarem também.

Até hoje não esqueço essa experiência maravilhosa e fiquei viciada em swing. Agora eu e meu marido fazemos isso aos poucos com outros casais.

Categorias:

Fetiche