Dando a Bundinha na Festa

Conto Erótico Dando a Bundinha na Festa

Oi pessoal voltei! Estava sumida né? Depois do acontecido com a minha primeira experiência, comentada no meu conto anterior, fiquei meio que com a consciência pesada pelo que fiz, e foi ai que decidi dar um tempo nessas minhas loucuras. Nesse tempo tudo só fiquei brincando virtualmente anonimamente, rs, com pessoas conhecidas, aquela pira do conto anterior…rs

Até que… nesta sexta feira passada, aconteceu um incidente que não deu para evitar. Meu marido me diz que tínhamos um aniversário no qual não podia deixar de ir. Era o aniversário do instrutor da academia onde ele treina. Acho um saco ter que ir nesse tipo de festa, onde só se fala de lutas de MMA , porradas e suplementos alimentares. Mas tive que ir… Não tinha outra escolha.

Assim foi, chegamos no aniversario e fomos direto para churrasqueira que ficava nos funda da casa ,no jardim. O lugar era bem bonito, só que fiquei completamente perdida pelo fato de não conhecer ninguém e meu marido ficou conversando com os amigos, sem me dar muita atenção… Então ,como estava meio frio, e eu estava de saia, peguei uma caipirinha, e fui sntar no sofá perto da tv numa salinha de tv, meio apartada, e fiquei assistindo uns vídeos-clips, em quanto a turma estava do lado de fora na churrasqueira conversando e bebendo e se divirtindo.

Lógico que já tinha dado uma geral, para ver se tinha alguma coisa interessante, mas não achei nada. Depois de um tempinho, apareceu um cara, de uns 40 a 45 anos, que sentou no balcão que dava para a parte externa da churrasqueira, bem na minha frente, numa banqueta alta. Deu para ver que ele também não se sentia muito a vontade na festa e que não era da turma da academia. Parecia ser algum familiar do aniversariante.

Ele olhou pra mim e comentou, “ Aqui esta bem melhor, da para ouvir a musica e a conversa deles sem passar frio”. Eu só olhei para ele e falei “bem melhor mesmo”, dando uma risadinha de leve. Quando ele ficou olhando para fora, tentando ouvir a conversa do pessoal, decidi dar uma olhadinha nele. Moreno, corpo malhado, sem ser bombado, camisa xadrez, calcam jeans bem apertadinha, botas e com uma aliança de casamento na mão, hummm. Bonitão mesmo…!

Olhei mais uma vez para dar uma geral mais detalhada, notei que o volume da calca dele era bem interessante. Alias muito interessante mesmo…

Só que, quando estava olhando hipnotizada para vulto gostoso daquele moreno casado, ele virou de repente, e me pegou no flagra, olhando para o pau dele. Fiquei sem jeito, tentei desvirtuar, mas ficou na cara . Ele olhou para mim, e deu uma risadinha bem sutil com cara de safado. Me virei rapidinho para assistir tv, morrendo de vergonha, mas com vontade de olhar novamente. Comecei a perceber que ele ficava me olhando a toda hora, e isso começou a me deixar excitada.

Dai ele diz: “Estou vendo que acabou a tua caipirinha, quer mais uma? Aproveita que estou indo a buscar uma para mim também.” Eu falei que sim, quero! “Que bom assim não passo frio…” De repente ele apareceu com as duas caipiras , trouxe até mim, olhou no meu olhos, e diz, além de bonita, cheirosa. Fiquei sem jeito, e só falei obrigada. Ai deu para perceber que ele queria algo a mais comigo, e decidi brincar um pouco, cruzando as minhas pernas e deixando a minha saia um pouquinho mais pra cima. Claro que sempre olhando para fora para ver se meu marido estava ainda lá.

Levantei do sofá, e fiz de conta que queria colocar um pouco mais de açúcar na minha bebida, só para dar uma desfilada na frente dele. Ele não tirou o olhar da minha sainha branca… Voltei no sofá e sentei novamente. Foi ai que levantei a vista e vi-o sentado ainda na banqueta só que de pau duro. A calça estava tão apertada, que ate dava ate pra notar onde começava e terminava a cabeça do pau dele.

Eu sabia que era a responsável por isso ter acontecido e fiquei louca de tesão, mas como meu marido estava na festa, não podia fazer nada. Então decidi levantar e ir no banheiro para me acalmar um pouco. Levantei-me e atravessei o jardim, já que o banheiro para as meninas era dentro da casa. Bem mais limpo!

Retoquei a minha maquilagem, arrumei a minha calcinha, a qual já estava úmida, dei uma geral e sai do banheiro. O surpresa! Lá estava ele! Sorriu pra mim e me diz “se sabia que era você quem estava dentro do banheiro não teria ficado aqui fora esperando para entrar”. Olhei para ele e com uma risadinha falei: “você e terrível , ne?”.

Casados em um desejo proibido

Ele respondeu na hora… “na próxima vez que você entre no banheiro eu vou junto, ok?”. Olhei para ele, dei mais uma risadinha e fui embora sem falar nada. Isso mexeu demais comigo, comecei a pensar como poderia fazer para ter ele dentro de mim por alguns minutos… Adoro homens atirados, safados, objetivos e determinados. Sentei no sofá novamente, e ficava imaginando como seria o pau dele… Queria muito fazer no mínimo uma chupeta gostosa nele… afff que putinha que eu sou!

Peguei mais uma caipira e fiquei um pouco lá fora com meu marido para me acalmar, mas não conseguia de para de olhar para o moreno, e ele ficava me olhando com cara de safado… Foi ai que vi que os amigos do meu marido estavam fumando os cigarros dele, pois tinham ficado sem. Assim que tive uma ideia… Como essa carteira tinha virado terra de minguem, e eles estavam todos bêbados, nem iam a notar quando os cigarros acabassem.Então decidi pegar a carteira para verificar quantos tinha ainda…

Peguei 6 dos 7 que tinham na carteira, e coloquei os , sem ninguém perceber, na minha bolsa. Eu sabia que quando os cigarros acabarem, os fumantes teriam que sair para comprar mais…rs Eu não parava de olhar para o moreno e dar uma risadinha discreta, e ele idem… eu estava muito excitada. Voltei para dentro, e sentei no sofá novamente. Ele ficou encostado no balcão, olhando pra fora, e ainda de pau duro…

Passou uns minutinhos e apareceu meu marido, me dizendo para ir com ele para comprar cigarro, daí eu respondi… “tá louco, com esse frio não saio daqui”… ele falou …OK, vou com o Paulo então, já volto. Falei ok… e olhei para o moreno casado na hora. Esse foi o momento esperado, olhei para ele novamente e sem falar nada levantei rumo ao banheiro, de novo atravessando aquele jardim frio, sem olhar pra trás. No momento de entrar no banheiro, fui fechar a porta e alguém fez força do outro lado para eu não fechar… Ele abriu a porta e me diz… Tenho um presente para você…

Entrou no banheiro, trancou a porta, sem falar nada me pegou da cintura e encostou-me na parede. Logo me tacou um beijo já de língua, e eu respondi imediatamente. Não ouve dialogo, só beijos e suspiros e gemidos… Em quanto ele me beijava, colocou a mão na minha buceta e começou a mexer com muita experiência, suavemente, sem machucar, mas com muita vontade. Eu também não me aguantei a fui direto no pau dele… Ele abriu as calcas e colocou-o pra fora… hummmm… delicioso…!!! não era muito comprido, de uns 16 ou 17 cm, bem grosso e com uns sacos enormes. Adoroooo…!!!

Quando tentei descer para chupar o pau dele, me falou… Não temos muito tempo… Colocou a camisinha, me virou contra a pia do lavatório, empurrou as minhas costas para eu me inclinar pra frente, me deixando pronta para ser comida. Ele levantou a minha saia e puxou a minha calcinha fio dental para um lado. Encostou logo o pau dele na minha buceta e começou a mexer bem gostoso na portinha dela. Com eu já estava super lubrificada, ate demais pois dava para sentir o liquido quente escorrer pelas minhas pernas, ele enfiou o pau de vez… deliciaaaa total!

Começou a mexer de um jeito muito diferente. Ele colocou o pau todo, sem machucar e começo a mexer bem devagar, um vai vem constante , enquanto com a outra mão mexia no meu clitóris com muita delicadeza e sabedoria. Esse cara sabia como foder mesmo uma buceta! Esse vai vem constante e devagar, me deixava bem relaxada. De repente, não sei de onde surgiu, ele pegou um hidratante nívea de encima da pia, abriu e colocou um pouco dele no meu cuzinho…. ai morri de prazer, pois já tinha essa pira de dar o cuzinho para um estranho desde pequena.

Contando como eu fui dando a bundinha

Deixei-o mexer nele, primeiro um dedo, logo dois, ate que tirou o pau da minha buceta e colocou na portinha do meu cuzinho quase inexplorado, mas louco para engolir esse pau. Ele perguntou… “Posso comer o cuzinho da casada gostosa??”, falei … “Sim, vai”. Ai que vou contar como eu fui dando a bundinha. Ele começou a entrar bem devagarinho. Senti uma sensação inigualável, nunca antes experimentada. Não sentia dor e ainda ficava empurrava a minha bunda contra esse pau gostoso para ele entrar tudo de vez. Ele continuou com aquele vai vem constante e gostoso, em quanto continuava mexendo no meu clitóris.

Dando a bundinha

Dando a bundinha, na portinha do meu cuzinho!

Não sei o que aconteceu, acho que a situação de eu estar dando a minha bundinha rosadinha e fechadinha para um estranho no banheiro enquanto meu marido estava la fora bebendo com os amigos, com os seus sacos batendo na minha buceta, e a delicadeza com a qual massageava meu clitóris fez eu gozar rapidinho. Não durou muito tempo mas foi muito intenso. Os dois gozamos juntos. Uma sensação sem igual…

Eu já tinha brincado com o meu vibrador no meu cuzinho, mas nunca tinha conseguido chegar a um orgasmo anal como esse. Como não tínhamos mais tempo, ele colocou a calca e me falou, “tenho que ir, mas vou comer teu cuzinho toda vez que te encontre, não importa onde for, você vai ser a minha putinha, ok”, eu respondi sorrindo… “olha que vou cobrar”. Deu-me um beijo bem gostoso e saiu do banheiro.

Fiquei mais um tempo, me arrumando no banheiro, e logo voltei para a churrasqueira. Outra surpresa… Ele já não estava mais! Tinha ido embora. Não acreditei nisso. Muito louco. Já que ele tinha ido embora, decidi ir à mesa e sentei do lado do meu marido. Peguei a mão dele e fiquei fumando um cigarro bem tranquila, detalhe. Com o cuzinho latejando… Gente, nem o nome dele sei, nem ele o meu, muito loco mesmo…

Só ficou uma aventura, com um macho gostoso e desconhecido o qual arrombou o meu cuzinho com muito estilo , me fazendo sentir uma experiência única. Foi demais…!!!! Acho que vou viciar nisso… Esta foto tirei para vocês, só pra ter ideia da posição na qual eu fiquei quando ele me comeu no banheiro. AAAHHH, detalha, e o vestidinho é o mesmo daquela noite. Pessoal, vou indo. Um beijo a todos…!!!

Posts relacionados

A amiga piranha da minha esposa A amiga piranha da minha esposa
Contos de Traição: A amiga piranha da minha esposa minha mulher tem uma amiga piranha bem gostosinha chamada Mariane. Ela é uma mulata gostosa de 28 anos, frequenta academia, toda...
Leia completo
Dando banho no vovô Dando banho no vovô
Família Sacana: Dando banho no vovô Em dando banho no vovô, o velhote da família sacana vai se meter em uma confusão bem gostosa! Uma confusão com a empregada safadinha. Tudo...
Leia completo
Jéssica Minha Cadelinha Jéssica Minha Cadelinha
Conto Erótico Jéssica Minha Cadelinha Jéssica, tem vindo a tornar-se, numa profissional de obediência extrema, quando não tem clientes para satisfazer, treino-a ,...
Leia completo
Minha irmã mais velha me seduziu Minha irmã mais velha me seduziu
Conto de Incesto: Minha irmã mais velha me seduziu Minha irmã mais velha me seduziu. Me chamo Gabriel, tenho 22 anos e a um tempo atrás rolou uma coisa bem louca. Tenho uma irmã que...
Leia completo
Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet. Um enorme acervo com diversos temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais! Caso tenha alguma contribuição, nos envie seu conto através do nosso link ENVIE SEU CONTO. Diversos contos de nosso site são retirados de outros sites. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em contato que removeremos imediatamente.
Contos Eróticos BR© 2015 / 2019 - Contos Eróticos BR Todos os direitos reservados.