Meu primeiro Footjob

2 votes

Olá amigos, é um prazer estar relatando à vocês meu primeiro conto. Se trata da primeira experiência que tive na prática do Footjob.

Irei mencionar a mim como K e meu companheiro como L. Irei me apresentar…. sou gerente de uma loja, sou Noiva e muito bem resolvida, tenho 1,65 de altura, magra, seios pequenos porém com coxas grossas e o bumbum grande e empinado.

Meu amigo tem 1,76 um pouco gordinho, uma Pica maravilhosa de 21Cm e beeeeem grossa. Conheci L no Aeroporto, ele também era funcionário na parte de segurança. L fazia ponto perto da loja onde sou gerente, e todos os dias era inevitável não nos encontrarmos e como eu e L somos muito educados sempre nos cumprimentava.

Meu uniforme é uma camisa social, um blazer e calça social preta, e sempre em cima de um salto rsrs. Depois de um tempo percebia que L após me cumprimentar olhava direto para os meus Pés, e eu ficava me perguntando o porque ele fazia isso.

Fetiche nos pés

Um dia estava almoçando na praça de alimentação do aeroporto quando avistei L chegando e procurando um lugar para se sentar, ao passar do meu lado me cumprimentou e pediu se poderia se sentar ao meu lado. Eu claro que o deixei se sentar pois estava almoçando sozinha. Após comer L começou a puxar assunto e nisso estávamos tendo um papo sobre o serviço e os stress que nos causava kkk, até que um papo agradável.

Eu então perguntei ao L o porque sempre que me cumprimentava olhava para baixo mirando meus Pés, ele então respondeu … – Isso mesmo amiga, eu olho diretamente para os seus pés. Então lhe perguntei o porquê dele olhar para os meus pés, L me respondeu na maior cara de pau … – Olho para os seus Pés porque acho muito sexy o jeito que se veste, e um salto alto deixa a mulher muito sexy e provocante, e isso me chama muito a atenção.

Eu então disse para ele parar com isso pois me deixava muito sem graça, e também era noiva, L riu e disse que iria disfarçar da próxima vez.

Terminei o meu almoço pedi licença e me retirei, mais percebi que L novamente olhou para os meus pés quando sai.

Os dias foram passando e a rotina na mesma, até que um dia novamente L resolveu aparecer quando estava almoçando, e novamente sentou-se ao meu lado. Eu tenho o costume de tirar meus sapatos quando estou descansando, para aliviar um pouco, quem é mulher sabe como é ficar em cima de um Salto o dia todo. Estava com as unhas pintadas no estilo Francesinha, e cuido muito bem dos meus Pés. Estávamos conversando normalmente quando o talher de L caiu embaixo da mesa, não sei se foi de propósito ou não, L abaixou para pegar o talher e ficou lá embaixo por alguns segundos, ouvi ele dizer … – Ual, não estou acreditando, como são maravilhosos!

Não estava entendendo nada, até que ele se levantou sorrindo e olhou para mim e disse … – K como seus Pés são lindos, até mais do que imaginava. Eu fiquei vermelha na hora e sem reação, e só falei – Tá doido garoto. L ficou rindo e olhando para mim, me levantei me despedi e sai. Fiquei com aquela reação e as palavras de L na cabeça.

Chegando em casa olhei para meus pés e tentei provocar meu marido com eles. Passava os pés no corpo dele e tals, ele se animou mais meus pés ficaram avulso. Então comecei a pesquisar sobre o desejo por Pés Femininos e então conheci a Podolatria, no começo achei meio estranho pois não conseguia imaginar sentir prazer com os Pés. Tentei outras vezes instigar meu noivo com meus Pés, mais nada, ele não os beijava nem nada, então desisti.

Novamente me encontrei com L no almoço, acredito que ele só esperava eu sair para comer que saia também. L se sentou comigo e conversamos normalmente, até que L me pediu um favor … – K deixa eu tirar uma foto dos seus Pés? Por favor! Eu sem graça nenhuma perguntei pra quê ele queria uma foto dos meus Pés ? L respondeu … – Porque eu acho seus Pés lindos, e sempre imaginava seus pés sem aqueles sapatos. Então eu reagi rápido e sem pensar, tirei meus Pés debaixo da mesa e disse para ele tirar a foto.

L imediatamente pegou seu celular e tirou uma foto, parecia um lobo avistando sua presa, louco para dar o bote em meus pés. Pediu para fazer algumas poses e então tirava as fotos. Calcei meus sapatos me despedi e sai. Não conseguia parar de pensar naquilo, estava super espantada no que causava em L apenas com meus Pés. E estava super curiosa com o que poderia fazer com ele, já me meu noivo não sentiu prazer nenhum com meus Pés acariciando ele.

Transei com tesão usando os pés

Aquilo estava crescendo dentro de mim, via vídeos e lia muito sobre Footjob e podolatria, e minha vontade aumentava mais e mais. No dia seguinte vi L no corredor e lhe perguntei … – E ai, oque fez com minha fotos em ? Ele respondeu … – Tá curiosa em, quer saber mesmo ? – Eu sem graça achei melhor não saber, só ri e lhe disse pra deixar pra lá.

Como de costume, sempre em finais de semana reunimos amigos do serviço para sairmos para beber e fumar narguilé. Um amigo meu disse que L iria reunir uma galera em sua casa, se todos topavam em ir. Todos topamos e no final do expediente fomos até a casa de L. Chegamos lá nos acomodamos na garagem de sua casa que era bem espaçosa, estávamos bebendo, fumando narguilé, dançando e nos divertindo muito.

Eu frequentemente ia até a cozinha da casa de L pegar cerveja na geladeira, L me comia com os olhos a noite toda. Já era +/- 2hrs da manhã e um pessoal começou a ir embora, ficamos eu, L e mais uns 3 amigos. Uma amiga pediu para mim ir pegar uma cerveja para ela, e então eu fui. L foi atrás de mim, chegando na cozinha L chegou atrás de mim e disse … – K por favor, deixa eu sentir os seus Pés ? Só um pouco. Eu respondi … – Não, você está louco ? Eu sou noiva e tem o pessoal tudo lá fora. L insistiu … – Não tem problema, vai deixa só eu sentir.

Eu então me deixei levar pela insistência e também pela vontade e curiosidade que estava de experimentar aquilo. Balancei a cabeça que sim e então L pegou minha mão e me levou até um quarto. Me sentei em uma poltrona e L ficou em Pé em minha frente. L pegou meus Pés e os beijava, lambia, colocava meus dedos em sua boca, esfregava meus Pés no seu rosto. Eu estava super excitada com aquilo, sentindo algo realmente muito prazeroso sem imaginar que meus Pés transmitiram tanto prazer e que sentiria muito prazer tendo meus pés beijados e lambidos. Estava toda molhada com tudo aquilo. Ousei e levei meu Pé direito até a Rola de L, enquanto ele se deliciava beijando e lambendo meu Pé esquerdo eu esfregava o outro pé em sua rola que já estava super dura. L então olhou para mim e disse … – Quer saber o que eu fiz com suas fotos ? Eu só balancei a cabeça dizendo que sim. Então L tirou pra fora sua bela e gostosa Rola, grande, grossa, morena da cor do seu corpo e uma cabeçona rosada.

L cuspiu em sua rola e colocou meus Pés entre ela. Logo comecei a fazer o movimento que vi nos vídeos, e reparava em L delirando e revirando os olhos. Eu estava amando aquela rola maravilhosa no meio dos meus Pézinhos enquanto eu punhetava rápido.

L então abraçou sua rola grossa com a mão direita e em poucas punhetadas começou a jorar uma deliciosa Gozada em meus Pés. O primeiro jato pegou dos meus dedos até minha canela, seguindo de outros jatos de porra grossa e farta lambuzando todo os meus Pézinhos. Aquilo estava lindo, perfeito e maravilhoso, um Pauzudo na minha frente com a Rola pingando tesão e meus Pés completamente cobertos de Porra grossa e Farta.

Peguei meu celular e tirei uma foto daquela cena, porque se eu contasse ninguém iria acreditar. L riu e falou … – Olha aí oque fiz com suas fotos, foi um pouco menos de Porra, mais bati muita punhetada olhando suas fotos, e agora realizei meu sonho, obrigado.

Me levantei e fui até o banheiro limpar meus Pés, meus sapatos ficaram todo melados com a porra que estava em meus pés. L ficou no quarto se recompondo. Peguei uma cerveja e subi novamente para a garagem, o pessoal já se preparava para ir para casa. L subiu e o pessoal começou a se despedir para sairmos, fui até L e falei em seu ouvido … – Obrigado pela Leitada. E sai.

Senti a Rola dele endurecer novamente. Eu não estava satisfeita, aliás já que tinha feito merda que fosse completa, queria aquela Rola maravilhosa dentro de mim. Sai e enquanto esperava o Uber L me mandou uma mensagem … – K você já foi ? Lhe respondi que não, estava próxima de sua casa esperando o Uber. Então L disse para eu esperar que ele ia me buscar, então ali mesmo fiquei. L me buscou e então disse que tínhamos que terminar tudo aquilo. Eu super aceitei já que estava louca para foder com ele.

Voltamos para a casa dele, liguei para meu noivo e disse que estava na festa em uma amiga como tinha lhe dito, e como tinha bebido e estava tarde iria dormir por lá mesmo, como nunca dei motivos para ele desconfiar de mim ele tranquilamente concordou.

Mau desliguei o celular e L me agarrou e meu deu um beijo molhado, gostoso e demorado. Enquanto nos beijava-mos um tirava a roupa do outro. Os dois já estavam completamente pelados a rola de L já estava super dura novamente, uma tora em Pé apontada pra mim.

Sem perder tempo me ajoelhei e abocanhei a rola grossa, e apesar de ter uma boca grande e gulosa era difícil colocar e chupar aquela tora, mais com dificuldade empurrava aquela rola pra dentro da minha boca e engasgava, minha vontade era enfiar aquilo tudo na boca, tirava a rola babada da minha boca e batia na minha cara, levando uma surra de Rola Grossa. L gritava e se contorcia de tesão, e eu me deliciando naquela rola. Então L me pegou e me colocou na poltrona aonde lhe toquei um Footjob, e novamente comecei a punhetar sua rola com meus Pézinhos, fiquei tocando um Footjob por um tempinho, me levantei deitei na cama e pedi … – Vem cachorro, fode minha buceta!

L com a cara de safado me falou … – Você está fodida sua cachorra gostosa! Estava ali de 4 bem empinada, L veio e colocou a cabeçona da rola na entrada da minha Buceta já toda encharcada, minha buceta foi engolindo aquela Rola Grossa, me rasgando toda. L ia penetrando devagarinho e eu gritava de dor e prazer, gozei gostoso. Logo me acostumei, e L começou a meter com força em minha buceta arregaçada e encharcada. Eu estava entregue e gozei novamente, meu corpo estava todo mole e sentia aquela Rola me arregaçando mais e mais.

L começou então a passar a língua molhada em meu Cúzinho, e eu num Mix de medo e prazer recuei. Já fiz Sexo anal muitas vezes, mais não estava pronta para receber tudo aquilo em meu Rabinho. Me virei e abocanhei sua rola pagando um delicioso boquete para L. Depois de babar muito em sua rola grossa novamente toquei um Footjob para L. Estava ali doida para L Gozar nos meus Pés e esquecer meu Cúzinho.

Que nada, ele veio e me virou me colocando de 4, eu estava sem forças e me tremia muito. L lambia meu Cúzinho e esfregava a Rola na sola dos meus Pés. Saiu e foi até seu guarda roupa e pegou um frasco de Lubrificante. Ali vi que não tinha mais o que fazer, iria ser enrabada sem dó. Empinei bem a bunda e relaxei para receber tudo aquilo no rabinho. L lubrificou sua Rola e depois de lamber e cuspir em meu Cúzinho passou mais um pouco de lubrificante.

Então me perguntou … – Tá doidinha pra tomar no Cúzinho né cachorra … Eu só balancei a cabeça confirmando. L colocou a cabeça da Rola em meu Cúzinho que foi engolindo aquilo tudo aos poucos, ele forçava um pouco e ia entrando. Estava doendo de mais, meu cú estava sendo arrombado por aquele cacete grosso, mais o prazer superava a dor.

Depois de muito trabalho e paciência senti o corpo de L encostando em minha bunda, ali percebi que havia enfiado a sua rola grande e grossa por completo em meu Cúzinho. Eu ria por ter conseguido isso, me sentia poderosa. L urrava de tesão, então ousei e gritei … – Vai cachorro, fode meu Cú com força, mete com vontade no Cúzinho da sua Putinha! L Urrando tirava a Rola até ficar só a cabeça enfiada e socava com força até o talo novamente, eu estava completando submissa a tudo aquilo e gozei novamente. L metia com força e agora muito rápido o movimento de vai e vem. Senti sua rola inchar e percebi que iria gozar, então falei … – Nem ouse gozar dentro do meu Cú, eu quero todo esse leite na cara.

Depois que levei aquela leitada em meus Pézinhos fiquei imaginando tudo aquilo derramado na minha cara. E essa era a hora, então L respondeu … – Vai querer Porra na cara é cachorra ? Então toma … Tirou a Pica do meu Cúzinho arrombado, me levantei e fique de joelhos na cama com a Rola apontada pra minha cara. Eu olhava no fundo dos olhos de L louca de tesão, e vendo que ele também estava louco de tesão. L virou os olhos e eu fechei os meus para aquela chuva de porra não cair em meus olhos, e logo começou a vir aqueles jatos fartos e grossos, sim mais uma vez, de porra.

Parei de contar depois da terceira jatada de leite que recebi direto na cara, com os olhos fechados só conseguia sentir seu Leite quente em toda a minha cara, uma poça de porra nos meus olhos, perto da boca muita muita porra que estava com dificuldade para respirar, respirava e entrava porra em meu nariz.

L ria e dizia … – Tá vendo o que você fez ? Isso tudo na sua cara é culpa sua gostosa, leite farto e grosso pra você cachorra. Eu estava estática, sem me mover, sem abrir os olhos e quase sem respirar. Então fiz um gesto para que ele tirasse uma foto daquilo tudo, estava imaginando como minha cara tinha ficado, depois de ver todo aquele leite que ele derramou em meus Pés. L então tirou a foto, e espalhou um pouco da porra que tinha em meus olhos e nariz, assim consegui abrir os olhos. Ao abrir os olhos vi a Rola de L já amolecendo, mais ainda grande e cheia de veias.

L olhou pra mim e falou … – Você está linda K. Vai lá ver no espelho. Eu com as pernas toda mole e o corpo dolorido e cansado caminhei até o banheiro, a porra escorria da minha cara e pingava nos meus peitos. Quando cheguei no banheiro olhei no espelho e não acreditava no que via. Meu cabelo tinha jatos de porra e minha cara completamente coberta de Porra, tinha muito perto dos olhos, e como a Porra era farta e grossa estava ali do jeito que caiu. Eu estava assustada com a quantidade de porra, mais muito feliz e realizada. Olhei e falei … – Caralho em filho da Puta. Ele … – Você gosta né cachorra ?

Daí chamei ele, ele veio com a rola já um pouco mole. Me ajoelhei em sua frente e batia com a rola na minha cara cheia de porra e depois chupava sua rola melada deixando ela bem limpinha! Tomamos um banho e fomos dormir.

No dia seguinte bem cedo me levantei e ele continuou dormindo, peguei minhas coisas e fui direto para o serviço! Eu e L nos vemos todos os dias, e direto saímos juntos para curtimos um ao outro.

Espero que tenham gostado.

Beijo gostoso, até a próxima!

Posts relacionados

Pegando a empregada bunduda de jeito ADS Pegando a empregada bunduda de jeito
Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!
Minha esposa, eu e meu amigo no nosso primeiro menage Minha esposa, eu e meu amigo no nosso primeiro menage
Em uma noite de sábado eu e minha esposa  transamos em nossa chácara onde estávamos sozinhos, sempre fomos adeptos a...
O primeiro anal a gente não esquece O primeiro anal a gente não esquece
Vou contar como foi meu primeiro anal. Tenho 26 anos e formada em administração. Sempre fui muito focada no meu trabalho e...
O primeiro anal da minha esposa O primeiro anal da minha esposa
Hoje irei contar como eu e minha esposa fizemos nosso primeiro anal...foi mágico, foi bonito foi, foi tesão foi....foi...
Meu primeiro anal Meu primeiro anal
Me chamo Angela (*), tenho 30 anos. Há um tempinho atrás conheci um homem que morava perto do meu trabalho, passava todos os...
A mãe tarada e o filho nerd ADS A mãe tarada e o filho nerd
A mamãe tarada e o filho nerd, num bom conto erótico em formato de quadrinhos, onde como pode ver, a mamãe não vai liberar a piroca do filho e cair de boca...
Vídeos de Sexo Anal e Porno Grátis ADS Vídeos de Sexo Anal e Porno Grátis
Porno com Mulheres dando o cuzinho no melhor do sexo anal grátis com safadas fudendo muito na pica dos seus machos.
Meu primeiro anal Meu primeiro anal
Me chamo Angela (*), tenho 30 anos. Há um tempinho atrás conheci um homem que morava perto do meu trabalho, passava todos os...
Meu primeiro Footjob Meu primeiro Footjob
Olá amigos, é um prazer estar relatando à vocês meu primeiro conto. Se trata da primeira experiência que tive na prática do...
Meu primeiro Footjob Meu primeiro Footjob
Olá amigos, é um prazer estar relatando à vocês meu primeiro conto. Se trata da primeira experiência que tive na prática do...
Meu primeiro Footjob Meu primeiro Footjob
Olá amigos, é um prazer estar relatando à vocês meu primeiro conto. Se trata da primeira experiência que tive na prática do...

(1) Comentário(s)

  • jose - Criado em 26/01/2021 quero comer o seu cuziho.

Deixe seu comentário

Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet brasileira. Um enorme acervo de temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais contos de sexo! Quer contribuir? ENVIE SEU CONTO. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em Contato que removeremos imediatamente.

porno - xvideos - contos eroticos - contos erótico - quadrinhos eroticos - porno amador - porno brasil

© 2014 - 2021 - Contos Eróticos → Os Melhores Contos Eróticos e Sexo (2021) Todos os direitos reservados.