Conto de Fetiche: Fodendo com um cliente no meu trabalho

Fodendo com um cliente no meu trabalho.
Eu me chamo Mara, tenho 25 anos, sou morena, baixinha, tenho coxas grossas, bunda arrebitada e seios médios com bicos grandinhos. Eu trabalho numa loja de roupas masculinas em um shopping da minha cidade.

Geralmente atendo mais homens e cada um mais gato que o outro, um dia me veio até a loja um moreno alto, corpo malhado, cabelos arrepiados e um olhar sacana, ele lembrava um pouco o Rodrigo Santoro quando era mais novo e me deixou doida.

Ele veio pela manhã bem cedo, a loja tava para abrir ainda e como sou eu quem abre, estranhei um cliente chegando tão cedo, mas ele disse que tinha um evento e queria escolher uns ternos e umas gravatas. Deixei ele entrar, ficamos conversando e estranhei que ele me chamava toda hora para ir no provador dar minha opinião, até que na última vez que fui, ele ficou só de cueca e pude ver o volumão enorme do seu pau marcando na peça branca.

Eu fiquei arrepiada de tesão e com um pouco de medo, ele podia ser um tarado, sei lá, mas depois disso resolvemos tudo e fomos embora. Ele começou a ir lá com frequência, me convidou para almoçar com ele e um dia me ofereceu uma carona, então falou que ia me esperar fechar tudo.

Depois que as funcionárias foram embora, fui organizar umas últimas coisinhas na loja e ele tava lá comigo, de rp
repente ele veio, me deu um beijo me puxando pela cintura, foi descendo suas mãos grossas pela minha bunda, e eu nervosa com medo de algum segurança do shopping aparecer.

O cliente me botou pra chupar seu pau

Dentro do vestiário, ele fechou a cortina, sentou em um banquinho que tinha lá e colocou o pau pra fora, me pedindo pra chupar aquele cacete duro feito aço.

Eu cai de boca, comecei a engolir cada centímetro do seu pau enorme, deixei o cacete dele todo babado com minha boca gulosa, ele ia empurrando minha cabeça e eu tava com minha buceta toda molhadinha e ao mesmo tempo nervosa por alguém aparecer ali. De repente ele começou a movimentar o corpo mais rápido na minha boca, aumentando as estocadas da sua pica, que batia na minha garganta e eu engasgava.

A gente na maior pressa, eu comentei que não ia demorar para alguém chegar, então ele tirou minha calça, minha calcinha e começou a brincar com meu grelinho, com pressa, sedento pela minha bucetinha ensopada de tesão pelo toque dele.
cliente
Logo ele levantou uma das minhas pernas e começou a me chupar, senti que ia gozar rápido, eu tava me sentindo tão putinha naquela posição, ali toda arreganhada e ele me olhando de um jeito safado enquanto me chupava toda.

Logo ele tirou uma camisinha do bolso, colocou e me puxou com força pra eu sentar no seu pau todinho, que entrou fácil porque eu tava muito molhada mesmo, aquele homem era muito gostoso. Eu sentei de costas pra ele e comecei a quicar na sua vara, rebolar, enquanto ele me puxava pelos cabelos, beijava meu pescoço e gemia bem safado.

Ele colocou uma mão na minha boca pra eu parar de gemer alto, e me segurou com a outra pela cintura e me fez sentar mais forte, eu sentia minha bunda batendo forte no pau dele, gemi mais ainda, não aguentei e gozei ali, sentada na pica dele e mais umas dez bombadas na minha buceta e ele gozou também.

Saímos juntos do shopping, eu super desconfiada pela demora e depois disso a gente aproveitava de vez em quando para transar mais vezes e sentir a adrenalina do perigo.

Categorias:

Fetiche