Conto de Fetiche: Trocando de marido com minha amiga

Trocando de marido com minha amiga. Me chamo Claúdia, tenho 31 anos e tenho uma amiga chamada Aline de 29, nós somos amigas de longa data, quase irmãs. Somos confidentes e como nós duas somos casadas, a gente frequenta muito a casa da outra.

Eu tenho olhos cor de mel, 1,67 de altura, lábios volumosos, seios fartos bem durinhos e uma bunda que não tem uma celulite, por incrível que pareça. Minhas coxas são bem torneadas, fruto de muitos anos de academia, e meus cabelos são loiros. Minha amiga não fica muito atrás de mim na beleza não, ela é mais alta que eu alguns centímetros e tem um corpo bem parecido com o meu.

Nós sempre fomos fieis aos nossos maridos, ela sempre foi mais safadinha que eu e depois de um tempo quando meu casamento entrou em crise, fui desabafar com ela pedindo conselhos de como melhorar. Meu marido não me satisfazia, o sexo era morno, não durava muito, ele gozava e tchau.

Nessa hora a Aline me confidenciou que quando o casamento dela tava morno a um tempo atrás, ela e o marido começaram a fazer swing. Fiquei impressionada porque é algo que nunca pensei em fazer mas ela continuou falando que o Juca seu marido, conheceu um casal pela internet, eles encontraram com os dois e disse que a experiência foi muito boa.

Eu fiquei pensando em tudo que ouvi e ela disse:
– Porque a gente não tenta? eu te empresto meu marido que é bom de cama e você me empresta o seu e ensino tudo para ele – riu e eu disse que meu marido não toparia porque ele é muito careta, mas ela disse que a gente podia marcar algo pra deixar ele a vontade.

A noite cheguei em casa e perguntei para o meu marido Carlos:
– Amor, você teria coragem de fazer um swing? – Ele ficou assustado e gaguejou, depois respondeu depende.
Aproveitei e perguntei se ele comeria a Aline, e meu marido ficou vermelho, disse que não, mas eu disse para ele ser sincero, aí ele falou que se fosse solteiro comeria, que ela é muito gostosa e perguntou porque eu queria saber disso.

Contei tudo pra ele e meu marido ficou animadinho, parecia doidinho pra entrar na brincadeira, mas não gostou muito de saber que eu daria para o marido dela. A gente foi conversando sobre isso até o fim de semana, quando marcamos de ir na casa deles beber e fazer uma social.

Meu marido ficou sentado com a Aline na sala e eu fui com o Juca na cozinha preparar uns drinks. Assim que cheguei lá ele veio passando por trás de mim e segurou minha cintura, roçou seu pau que já tava duro na minha bunda e começou a beijar meu pescoço. Nem preciso dizer que me arrepiei inteira e fiquei bem molhadinha nessa hora.

Ele me virou e a gente começou a se beijar gostoso, ele tem uma língua macia e chupava a minha de um jeito gostoso e fazia o meu grelinho latejar de vontade de sentir ele. Rapidinho ele me sentou na mesa, começou a beijar meus seios e passar os dedos na minha bucetinha. Depois de perceber como eu tava molhada, ele lambeu seus dedos e disse que tava louco pra me comer.

Ele afastou minha calcinha e começou a me chupar. Eu tava louca de tesão mas ainda tava meio sem jeito pelo meu marido na sala, então tentei controlar meus gemidos. Ele chupou gostoso demais, me deixou louca e me fez gozar cravando as unhas nas costas dele.

Quando acabou ele disse no meu ouvido que mais tarde ia ficar muito mais gostoso. Voltamos para a sala com os drinks e flagrei a Aline no colo do meu marido, os dois se beijando, ela sem blusa com os seios a mostra e ele tocando, apertando e chupando com uma vontade que nunca vi. Quando chegamos entreguei os drinks e aproveitei pra fazer o mesmo com o marido da minha amiga.

Ele colocou o pau pra fora e pediu para eu chupar. Eu engoli aquele cacete como se nunca mais fosse chupar um pau, eu babava, lambia, sugava gostoso e ele ficava louco de olhos fechados falando como minha boca é gostosa. A Aline que queria o mesmo com meu marido e logo estava ela abocanhando o caralho do meu macho.

Pensei que ia ficar com ciúmes mas aquilo me deu um tesão absurdo. Depois de uma sessão de boquete ela levantou e me deu um beijo na boca. Fiquei nervosa, mas o clima de tesão era tão grande que eu correspondi o beijo e adorei. A gente se ajoelhou no sofá enquanto nossos maridos colocavam a camisinha e ela voltou a me beijar, de um jeito bem gostoso, enfiando sua língua macia na minha boca.

Eu morri de tesão com o beijo e senti o marido dela chegar por trás de mim e falar:
– Tô louco pra te comer, você cm essa bunda gostosa pra cima, é a visão do paraíso.
Nisso ele começou a colocar seu pau na minha buceta molhada e iniciou um vai e vem bem gostoso.
Trocando de marido
Meu marido também tava comendo a Aline e ela falava pra ele como gostava e logo o meu safado pegou o ritmo e tava fazendo minha amiga gemer feito uma puta, enquanto o marido dela fazia o mesmo comigo. O Juca me pegou mais forte pelos cabelos e começou a bombar um pouco violento, enchendo minha bunda de tapa e me chamando de cachorra. Eu adorei me sentir desse jeito, desejada, uma vagabunda na cama.

Ele meteu tanto na minha bucetinha apertada que não demorou e eu gozei. Foi um orgasmo intenso, aquele homem fazia mágica, gozei primeiro que ele. Eu então mudei de posição, tirei a camisinha dele e comecei a chupar seu cacete até ele gozar gostoso na minha boca e me lambuzar com seu leite.

Meu marido não demorou a gozar também e nem minha amiga safada. Quando acabamos estávamos as duas meladas de porra e bastante suadas. Fomos tomar um banho os quatro e depois no quarto deles a sacanagem rolou novamente. Dessa vez meu marido comeu nós duas enquanto o marido dela filmava tudo.

Isso ajudou muito a apimentar meu casamento, e toda semana a gente se encontra pra repetir o swing. É uma delícia!

Categorias:

Fetiche

Comments are closed.