Primeiro gang bang da esposa

4 votes

Uma noite de aventuras…. Recentemente voltamos ao um aplicativo de swing e ménage, e conhecemos muitos solteiros e casais bem interessantes, durante uma noite de ménage com os amigos, a Gisele(*) levantou o desejo de fazer parte de uma gangbang com uns cinco solteiros. Claro que na hora do tesão eu adorei a ideia, mas depois fiquei pensando como seria ver a minha esposa bem branquinha na mão de cinco solteiros dominados pelos paus duros e tesudos.

Somos casados a 6 anos e sempre gostamos de fazer ménage e troca de casais, já fazíamos isso nos nossos relacionamentos anteriores. Tenho, 1,80 estilo urso, barba e muitas tatuagens, a Gisele, é uma pintura, branquinha, gordinha, seios fartos e bunda gordinha, ruiva e tatuada, olhos verdes imensos, que ficam maiores ainda quando ela goza.

Primeiro Gang Bang a gente nunca esquece

Fiquei com essa ideia na cabeça por dias, e pedi para a Gi começar a procurar os solteiros para a noite do gangbang, muito rapidamente ela conseguiu os amigos que topariam uma festa assim, claro que não podíamos ir para um motel, mas um amigo emprestou um sitio em uma cidade vizinha sem sabe o que ia acontecer por lá. Avisei o pessoal e pedi que tivessem muito cuidado e respeito com a Gisele, a ideia era uma festa que todos tivessem prazer e diversão.

Na tarde, a Gisele não cabia em si de ansiedade, qual roupa usar, lingerie preta, vermelha, ou sem nada? O combinado foi o seguinte, eu fui para o sitio primeiro para receber os solteiros da festa e arrumar a casa, e ela ia vir depois com a casa cheia e fazer uma longa noite de gangbang.

Abri o sitio e já tinha dois solteiros esperando no portão, também muito ansiosos, entramos e começamos a arrumar uma cama king no quarto principal onde a Gisele ia receber os solteiros. Na hora combinado, os solteiros já estavam batendo o pé e mexendo nos paus duros e latejantes, e nada da Gi, mas a porta abre e ela entra na meia luz do quarto, salto alto, meia de renda até as coxas, uma calcinha de renda também e corpete preto, o cabelo ruivo brilhava de molhado e o perfume dela encheu o quarto, um dos solteiros chegou a suspirar de desejo.

Ela entrou e foi avaliando os solteiros escolhidos, eram 4 e mais eu, tinha um cara negro, dois branquinhos e um moreno de barba parecido comigo. Gisele veio beijando todos, eram solteiros que já tínhamos saído e havia uma intimidade possível, quando ela chegou no ultimo, ela chamou os solteiros e cercamos ela, beijando e passando a mão, ela ria e suspirava no meio daqueles homens tesudos.

Ajoelhada ela chupava diversos pênis, e eles nem cabiam na boca, alguns já soltando gala e todos com muito desejo no olhar, o sutiã caiu e cada seio estava na mão de um cara diferente, e Gi chupava os pênis no meio da multidão de machos. Tirei ela do meio do grupo, e levei para a cama, onde comecei a chupar a buceta melada por cima da calcinha, dois solteiros já se ajoelharam ao lado dela com os pênis perto do rosto e ela ficava alternando as chupetas, e eu a fazendo gozar na língua, esse era o nosso combinado, fazê-la gozar no sexo oral muitas vezes para ficar bem doida de tesão.

Arranquei a calcinha e penetrei fundo e forte, bem como ela gosta, eu só escutava ela ofegando chupando os caras na volta, e eu levei ela até o orgasmo e gozei muito dentro dela, sai de dentro dela e um dos solteiros já estava com a camisinha no pênis e deitou e penetrou fundo, Gisele ergueu o quadril para ele entrar mais fundo e começou a penetrar com força, sai para trás e comecei a bater fotos, os solteiros circulavam na volta se revezando o pênis na boca dela, eu vi o gozo da Gisele vindo e o solteiro apertando os peitos gozou forte e alto, ele saiu de dentro dela e um solteiro entrou forte, ela dizia: Amor, tem mais um dentro de mim, não aguento assim.

Ela pediu para virar e ficou de quatro, o solteiro agarrou o quadril e penetrava como se fosse atravessar ela com o pênis duro, ele suava e gemia e ficava as marcas dos dedos na bunda branca, o cheiro de sexo era demais no quarto, e os caras ficavam falando baixarias e sacanagens para ela e ela gozava muito arqueando a bunda. O sujeito gozou e saiu fora dando risada de felicidade, um outro entrou e a Gi só dizia: mais um, não acredito, mais um.

Os caras iam se alternando dentro dela, quando todos os sujeitos já tinham gozado umas 2 vezes, a Gisele deitou ofegante e suada, deitamos na volta dela e ficamos passando a mão nos seios e vagina, ela só tremia de tanto gozar e estava linda. Me olhou nos olhos e perguntou se já tinha terminado a noite, eu falei: Que nada, pausa para banho e cerveja, ainda te queremos mais. E fomos assim pela noite a dentro.

(*) Nome fictício para preservar a identidade dos envolvidos.

Posts relacionados

Pegando a empregada bunduda de jeito ADS Pegando a empregada bunduda de jeito
Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!
Surpresa de aniversário: realizando o sonho gang bang Surpresa de aniversário: realizando o sonho gang bang
Somos um casal unido que já está neste meio liberal a uns 6 anos. Casados a mais de 15 anos, normais fisicamente, não somos...
Primeiro gang bang da esposa Primeiro gang bang da esposa
Uma noite de aventuras.... Recentemente voltamos ao um aplicativo de swing e ménage, e conhecemos muitos solteiros e casais bem...
Peguei minha esposa na orgia com os negões Peguei minha esposa na orgia com os negões
Oi! Sou casado com uma bela loira de corpo escultural e minha esposa sempre chamou atenção de todos os meus amigos e outros...

(0) Comentário(s)

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet brasileira. Um enorme acervo de temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais contos de sexo! Quer contribuir? ENVIE SEU CONTO. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em Contato que removeremos imediatamente.

porno - xvideos - contos eroticos - contos erótico - quadrinhos eroticos - porno amador - porno brasil

© 2014 - 2021 - Contos Eróticos → Os Melhores Contos Eróticos e Sexo (2021) Todos os direitos reservados.