Contos de Traição: Fiz meu vizinho de corno

Fiz meu vizinho de corno

Tenho 28 anos, sou solteiro e moro num apartamento com um amigo meu. No meu prédio tem uma coroa muito gostosa, ela deve ter mais de 40, mas tem um corpinho bem gostoso. Toda manhã quando eu saia para surfar, ela tava indo para a academia, a gente descia no elevador e ia trocando uma ideia.

Eu reparava que ela me dava a maior condição, me aproveitava muito disso e mostrava meu interesse. Ela é morena, tem um corpo bronzeado, peitos grandes e uma bunda bem feita. Quando ela coloca a legging para malhar, o rabo dela fica perfeito, até o porteiro do prédio fica doido por essa mulher.

O marido dela é um coroa metido a besta que se acha o fodão só porque é advogado. Ele passa de terno e gravata, não dá um bom dia para ninguém, além de ter cara de broxa. Ficava pensando como a mulher dele devia ser mal comida por aquele cara, que saia cedo para trampar e só voltava tarde da noite.

O nome da minha vizinha é Vânia, o meu é Josué. Eu trabalhava pela manhã e sabia que os filhos dela estavam no colégio pela tarde, então um dia ela me chamou com uma desculpa qualquer de olhar o sinal da tv a cabo dela. Fui lá, ajeitei e ela aproveitou para mandar eu sentar um pouco, me ofereceu uma torta de limão que ela tinha acabado de fazer, comi enquanto a gente conversava.

Ela começou a me perguntar coisas íntimas, se eu tinha namorada, e não sei como, a gente passou para o assunto sexo. Nessa hora ela foi na cozinha, trouxe uma cervejinha pra gente e o papo foi ficando mais animado.

Não pude deixar de notar como ela tava sensual. Ela tava com uma leggin prega que deixava sua buceta gordinha toda marcada, uma blusinha branca bem coladinha e um top de academia bem decotado, e eu não tirei os olhos dos peitos dela.

Minha vizinha safada deixou meu pau bem duro

Ela então sentou ao meu lado, falou que eu tenho um corpo bonito e passou a mão nos meus braços, na minha coxa e não consegui controlar a ereção que tive quando ela fez isso.

Ela aproveitou quando sentiu que minha pica tava ficando dura, começou a passar a mão, fazendo aquele volume crescer cada vez mais. Eu fiquei cheio de tesão, me deitei mais confortável no sofá, continuei tomando minha cerveja e quando vi ela já tava com meu pau na mão, tocando uma punheta bem gostosa pra mim. Caralho, que mulher safada e gostosa, me deu um tesão danado.

– Que pau grosso você tem, tá assim durinho por minha causa né?

Respondi que sim, ela tirou pra fora e começou a chupar minha pica todinha, lambendo a cabecinha. Ela engoliu gostoso, começou a babar e meu cacete pulsou na boca dela. A gostosa sabia chupar muito, sua boca é quente, um tesão da porra.

Comecei a meter, meter, e meter na boca dela mais ainda, foi gostoso pra caralho. Meu pau não parava de latejar, aí não aguentei e dei uma gozada na boca dela.

Fiquei meio sem graça por gozar rápido, mas era tanto tesão acumulado que não aguentei. Depois de gozar, com meu pau meia bomba, eu tirei as roupas dela, coloquei ela no sofá, abri as pernas da gostosa, dei uma boa cheirada na sua buceta e comecei a chupar seu grelinho gostoso. A bucetinha dela é um tesão, toda rosadinha com um grelinho saliente.

-AAAAAAIIII que gostoso, chupa minha buceta, me fode com sua língua.

-Vou te chupar toda, que buceta gostosa, vizinha…

E assim continuei chupando, fazendo ela ficar bem molhadinha e quando senti ela pronta, meu pau ficou pronto de novo, em ponto de bala. Ali mesmo na posição que ela tava eu fui encaixando, deixei por cima dela, coloquei a cabecinha na entrada da sua buceta e fui metendo devagar mas ela tava tão molhada que teve uma hora que meu pau deslizou todo. Caralho, foi gostoso essa buceta agasalhando minha pica.
vizinho
Comecei a bombar em cima dela, me deliciei chupando seus peitos gostosos, deixei minha marca de leve ali. Ela gemia gostoso no meu ouvido, mordia minha orelha, me deixou todo babado e cheio de tesão a cada gemido gostoso que ela soltava ao pé do meu ouvido.

-Ai caralho, tá gostoso? Eu tô adorando te comer.

Foi uma delícia, fiquei bombando, ela bem abertinha começou a tocar uma siririca bem gostosa enquando eu socava. Eu pedi pra ela levantar, botei ela no meu colo e fiz ela rebolar segurando seu quadril e forçando um movimento de vai e vem.

O barulho dela quicando na minha pica foi uma delícia, ela pulava toda arreganhada no meu cacete. Coloquei as mãos na parte de baixo da coxa dela e forcei mais ainda ela subir e descer, parecia cena de filme pornô, até que sem aguentar mais ela pediu pra eu botar de quatro.

Quando vi aquele rabão pra cima fiquei doido, comecei a socar com força na buceta dela e brincar com seu cuzinho. Ali era um lugar que eu gostaria de estar e tirei meu pau de dentro da sua buceta, coloquei aos poucos no seu cuzinho e ela foi abrindo a bunda com as mãos para facilitar a socada.

Foi aí que aproveitei, comi aquele cu gostoso, apertou muito o meu pau, ela gemia, gritava e rebolava bem putona na minha pica, e não demorou pra eu gozar gostoso de novo naquele cu e deixar um buraco largo depois que tirei o pau.

Foi uma foda bem gostosa, depois que comi minha vizinha passei a me dar bem com o marido dela, sabe-se lá porque, mas quando ele vai trabalhar não deixo de aproveitar.

Categorias:

Contos de Traição