Comendo a esposa puta do pastor corno

9 votes

Há um tempo atrás comecei a comer a esposa puta do pastor Corno, de uma igreja aqui do meu bairro. Tudo começou  quando ela, e seu marido, o Pastor, vieram aqui para a congregação do bairro. Eles vieram de outra cidade, pois ele foi transferido para cá para cuidar da filial da igreja.

Bom, eu tenho 25 anos hoje, e quando a ela chegou aqui, o que mais chamou a atenção foi que o pastor é um cara de uns 40 e poucos anos, meio gordinho, calvo, e a esposa é um tesão, nova, deve ter uns 30 anos no máximo, linda, mesmo com roupas discretas de obreira, dá pra perceber o quanto ela é gostosa.

Eu e meus amigos da rua ficavamos comentando sempre. Cara, criei um tesão da porra por essa mulher, como um bom filho da puta, comecei a ir para a igreja com minha mãe, que estranhou muito meu interesse por religião, mas tudo o que eu queria era ficar pertinho dela e observar seu corpo gostoso. Foi uma delícia acompanhar o culto inteiro olhando o corpo dessa gata maravilhosa. Bom, a gente acabou de ver o culto, fomos cumprimentar o pastor e a esposa dele, fiz questão de mostrar com olhares e gestos que eu tinha muito tesão por ela.

Me aproximei da igreja e acabei comendo a mulher do pastor

Com o tempo fui ficando mais próximo do pastor e dela, ele sempre me pedia pra ajudar em alguma besteira, fazia alguns serviços domésticos pra ela, até que um dia, nem sei como aconteceu, me deparo com ela meio nervosa, acho que ansiosa era a palavra mais correta, e logo entendi o porque. Ela disse que ia no quarto, quando voltou, ela tava com uma camisola meio transparente. Ela disse que tinha ido trocar porque derramou leite antes de eu chegar.

Eu fui contratado pelo marido dela pra pintar a casa deles por dentro, alguns quartos na verdade. Então eu ainda ia ver ela todos os dias pela manhã por aquela semana, mas logo no primeiro dia a surpresa, a visão maravilhosa dela com aquela camisola sensual, que eu não conseguia tirar os olhos de cada detalhe. Dava pra ver os seios médios e duros dela com os bicos bem acesos, aquelas coxas grossas e uma bunda perfeita, toda redondinha, que ficou bem marcava na peça de roupa que ela usava.

Meu tesão tava me fazendo perder a concentração no serviço, tirei minha camisa pra não sujar e notei ela me olhando, prestando atenção no meu abdômen e em todo o resto. Sem aguentar, fui pra perto dela sem dizer nada, era um risco que eu precisava correr, cheguei pertinho dela, puxei pela cintura, acariciei os cabelos dela, comecei a beijar sua boca e senti ela ficar louca de tesão, ela aumentou o ritmo do beijo, era urgente, apressado. Ela começou a morder minha boca e achei isso um tesão, aproveitei nosso contato e comecei a passar a mão naquela bunda gostosa, fiz carícias safadas nela, tocando sua bunda, enfiando minha mão pelo rego dela e botando a safada pra gemer.

Tirei sua camisola, deixei ela só de calcinha e sutiã, mas não aguentei, comecei a beijar e chupar os seios dela e o outro acariciava com uma das mãos. Virei seu corpo, sentei no sofá trazendo ela pra sentar no meu colo. Ela começou a rebolar em cima de mim, meu pau tava doendo juntamente com minhas bolas, de tanto tesão que eu tava sentindo. Eu botei minha pica pra fora, afastei a calcinha dela e comecei a pincelar meu pau na sua entradinha, só provocando ela para a safada ficar louca.

Ela reclamava, pedia pra eu meter logo, mas eu me segurei, continuei beijando ela todinha, mordendo seu pescocinho delicioso, acariciando aqueles seios e com ela ainda no meu colo, comecei a acariciar seu grelinho, que tava bem durinho a essa altura do campeonato. Quando toquei no seu clitóris, ela começou a ficar ofegante, gemer e pedir para eu introduzir os dedos. Meti dois dedos na sua bucetinha ensopada, sentia ela apertar meus dedos com as paredes da sua buceta, me deixando louco de desejo, Quando tirei os dedos, estavam bem molhados com a lubrificação dela, e eu enfiei os dois na boca e lambi, tudo pra sentir o gosto dela.

A gente tirou o resto das roupas, ela começou a acariciar meu pau, agarrou bem gostoso e começou a tocar uma punhetinha pra mim. Eu só fiquei no sofá relaxadão curtindo esse oral que ela fez, olhei pra ela e pedi pra ela chupar. Fui empurrando a cabeça dela na direção da minha pica e ela deu uma mamada bem gostosa na minha fara, ela tava gulosa, com pressa, chupava minha pica como se não fosse chupar um pau nunca mais, na maior pressa. Agarrei ela pelos cabelos, fui forçando o oral, ela ficou louca, rebolou gostoso, me deixou na maior vontade de fuder aquela boca gostosa dela, bem quentinha, macia, um tesão!

Depois de um bom sexo oral, eu deitei no sofá, fui puxando ela pra sentar no meu colo e encaixei minha pica nela. A safada começou a sentar, rebolar, quicar gostoso no meu cacete, a buceta dela é uma delícia, ela quicou gostoso, apertava meu cacete com essa xana maravilhosa, e ficamos ali metendo um tempão, ela rebolando e eu mamando seus peitões gostosos. A gente foi mudar a posição, ela ficou de quatro no sofá e me deparei com sua buceta carnuda ali bem na minha cara. A bucetinha dela é cheirosa, gostosa, com alguns pelinhos, nada de mais, eu fiquei com tesão naquela bucetinha gostosa dessa mulher.

Eu não resisti e cai de boca, comecei a chupar gostoso, meti a língua, ela começou a gemer e ficar mais molhada. Quando eu parava ela reclamava e pedia minha língua na buceta dela. Comecei a chupar, lambi os grandes lábios, os pequenos, senti o mel da sua buceta escorrendo bem na minha boca e isso me deixou de pica latejando novamente.

Depois de uma boa chupada nela, voltei a pincelar a cabeça da minha pica na sua entradinha, ela reclamava muito, então fui dar o que ela queria, soquei a vara de uma vez só. Com uma bombada, enfiei o pau inteiro e ela deu uma empinada maior na bunda.

Ela falava muita putaria, pedia pra eu fuder ela, dizia que era minha putinha, nunca eu imaginei que aquela gostosa da igreja fosse assim tão safada. Continuei metendo, com uma mão na cintura dela e outra puxando aquele cabelão. Nem tenho como descrever como a sensação de foder aquela mulher foi gostosa, depois dessa transa, sem tirar minha pica de dentro, ela mudou de posição e continuou sentando na minha vara até me fazer gozar dentro dela. Dei uma gozada forte, soltei um jato na sua buceta.

O marido corno nem imagina quantas vezes já comi a mulher dele, mas a buceta dessa gostosa é algo que eu não dispenso.

Posts relacionados

Pegando a empregada bunduda de jeito ADS Pegando a empregada bunduda de jeito
Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!
Comendo a secretaria Comendo a secretaria
Bom sou novo aqui me chamo Júnior (nome fictício) e ela Thaíse (nome fictício). Tudo começou quando assumi a presidência...
Comendo a safada loirinha até encher o rabo dela de leitinho Comendo a safada loirinha até encher o rabo dela de leitinho
Bom dia!  Sou moreno, 1,73 de altura e magro. Moro sozinho, trabalho bastante e uma vizinha sempre me chamava para almoçar ou...
Comendo minha patroa safada e casada Comendo minha patroa safada e casada
Tenho 28 anos, formado em T.I e trabalho numa empresa conhecida no meu estado. Minha patroa safada, é casada, tem 45...
A mãe tarada e o filho nerd ADS A mãe tarada e o filho nerd
A mamãe tarada e o filho nerd, num bom conto erótico em formato de quadrinhos, onde como pode ver, a mamãe não vai liberar a piroca do filho e cair de boca...
Vídeos de Sexo Anal e Porno Grátis ADS Vídeos de Sexo Anal e Porno Grátis
Porno com Mulheres dando o cuzinho no melhor do sexo anal grátis com safadas fudendo muito na pica dos seus machos.
Comendo minha patroa safada e casada Comendo minha patroa safada e casada
Tenho 28 anos, formado em T.I e trabalho numa empresa conhecida no meu estado. Minha patroa safada, é casada, tem 45...
Comendo Minha Sobrinha Gostosa No Carro Comendo Minha Sobrinha Gostosa No Carro
Estava de férias..... sou moreno, casado, 30 anos, corpo normal, pois corro na praia todos os dias e só! Tenho 4 sobrinhas e a...
Comendo a mulata casada Comendo a mulata casada
Meu nome é José (fictício) tenho 27 anos. Esse conto e verídico. Tenho uma vizinha casada, morena 1.60 de altura pernas...
Comendo minha namorada com a amiga dela assistindo Comendo minha namorada com a amiga dela assistindo
Ola, me chamo Juliano(*) e tenho 30 anos. Amo confissões e quero trazer algo maravilhoso que me aconteceu a alguns anos. Eu e...
Comendo coroa gordinha gostosa Comendo coroa gordinha gostosa
Moro em uma  cidade do norte mas sempre vou para uma cidade vizinha, pra ir pra minha cidade de origem. Mas tenho que ir para...
Comendo a mulata casada Comendo a mulata casada
Meu nome é José (fictício) tenho 27 anos. Esse conto e verídico. Tenho uma vizinha casada, morena 1.60 de altura pernas...

(3) Comentário(s)

  • Anonimo - Criado em 10/04/2020 Alô pessoal, sou comedor experiente tenho muito desejo de comer uma esposa evangélica, também sou evangélico e garanto sigiloso absoluto. tenho 40 anos quero algo real com casais ou esposas evangélicas por favor só mandem mensagem se quiserem algo sério e real xxx
  • eduardo - Criado em 09/01/2020 se vc mora em manaus, e casada e evangelica, e mal amada? me procure, vc nao vai se arrepender. tudo no maior sigilo...
  • Carlos - Criado em 04/12/2019 comedor evangélico serio respeitado sigiloso higienico procuro esposinhas mal amada por falta de tempo de seus marido envolvido c/ a igrejas eu procuro satisfazeros desejos e fantasias das amada irmãzinhas esposa repito tudo no maior sigilo so atenderei as irmãzinhas residentes na capital do Rio de Janeiro e cidade vizinhas .... aguardo a algumas esposinha carente solitária vir a me procurar . fica com nosso Deus..!

Deixe seu comentário

Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet brasileira. Um enorme acervo de temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais contos de sexo! Quer contribuir? ENVIE SEU CONTO. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em Contato que removeremos imediatamente.

porno - xvideos - contos eroticos - contos erótico - quadrinhos eroticos - porno amador - porno brasil

© 2014 - 2021 - Contos Eróticos → Os Melhores Contos Eróticos e Sexo (2021) Todos os direitos reservados.