Minha mãe precisa de rola

12 votes

Contos de Incesto com a mãe: Minha mãe precisa de rola

Olá, meu nome é Caio. Sempre leio os contos aqui do site e queria contar uma coisa que aconteceu comigo a aproximadamente 5 anos atrás. Hoje eu tenho 23 anos, então na época eu tinha 18 anos, ainda estava começando minha vida sexual. Eu perdi minha virgindade tarde, com 16 anos, já que sempre fui um cara muito tímido, estilo nerd e Não sabia como chegar nas garotas.

Minha mãe sempre foi o exemplo de mulher que eu queria pra mim, além de ser muito dedicada a tudo que faz, ela é uma Coroa muito gata! Ela me teve muito cedo, com apenas 18 anos e o meu pai acabou indo embora e me deixando com ela quando eu ainda era muito pequeno.

Essa situação fez com que minha mãe criasse um apego absurdo a mim, confesso que as vezes isso me sufocava muito e piorou quando me tornei adolescente, comecei a malhar e os olhares femininos se voltaram para mim.

Minha mãe morria de ciúmes das meninas que me ligavam e que apareciam lá em casa para me procurar. Ela era sempre muito ríspida. Eu nem ligava muito porque sempre achei essas novinhas só lanchinho, eu pegava e depois sentia que faltava alguma coisa.

Modéstia a parte, sou um cara bonito. Depois que comecei a malhar meu corpo ficou desenvolvido e passei a me sentir mais confiante com a mulherada. Um dia abordei A morena mais gata da faculdade, uma que geral sonhava em comer. Comecei a sair com ela e pela primeira vez, resolvi arriscar uma coisa mais séria e a pedi em namoro.

Quando contei a minha mãe, notei que ela tentou ficar feliz, mas a cara dela foi de decepção.

Eu dei um beijo no rosto dela e disse que nunca deixaria de ser seu filho querido.Ela me olhou de um jeito estranho, como se quisesse falar alguma coisa, mas desistiu e me prendeu em um abraço que foi diferente dos outros que ela já tinha me dado. Esse abraço deixou meu corpo inteiro arrepiado e me segurei pra meu pau não ficar duro.

Depois disso fui para o meu quarto tentar dormir cheio de culpa e com mil pensamentos na cabeça. Tá certo que minha mãe é gostosa, mas ficar excitado com um abraço inocente dela?

No dia seguinte, era uma sexta, Minha namorada ia dormir lá em casa pela primeira vez. Eu tava super empolgado imaginando a madrugada de sexo que ia rolar com aquela gostosa pela primeira vez e ela chegou, fomos jantar, assistimos um filme e resolvi aproveitar que minha mãe tinha saido com as amigas dela, coisa que ela faz toda sexta e só costuma voltar pra casa de madrugada, então fiquei de boa!

Depois do filme fiquei deitado com minha namorada no sofá e tava a ponto de explodir com aquela gostosa de saia preta bem curtinha, mostrando as coxas maravilhosas pra mim. Minhas mãos foram passeando pelo corpo dela, toquei na sua bocetinha por cima da calcinha e senti que ela já tava bem molhada. Trocamos muitos beijos gostosos e resolvi arrancar a saia e a calcinha juntas e cair de boca naquela boceta maravilhosa, toda lisinha e com um grelinho rosado pulsando de tanto tesão. Senti meu rosto ficar encharcado com o líquido da gostosa e ela puxava meus cabelos enquanto eu metia a língua na sua bocetinha.

Eu já estava com meu pau parecendo uma pedra, latejando de vontade de meter naquele buraquinho apertadinho e gostoso, não me segurei mais, botei a rola pra fora da cueca e penetrei ela com força e bastante pressa.Ela deu um gemido alto e foi uma delícia ouvir bem no pé do meu ouvido. Continuamos ali, metendo bem gostoso e estavamos tão distraídos que nem ouvimos minha mãe chegar.

Foi uma situação foda! Minha mãe chamou meu nome com um tom enérgico e perguntou que pouca vergonha era aquela.

Eu me desculpei, minha namorada vestiu as roupas apressadamente, disse que ia embora e não tive como evitar, já que o clima não estava dos melhores.

Depois que a garota foi embora, minha mãe deu o maior sermão, disse que a casa dela não era motel e eu me desculpei, afirmando que não sabia que ela voltaria cedo, já que quando ela sai com as amigas costuma voltar bem tarde. Fiquei meio puto também, com a forma que ela tratou minha namorada.

No dia seguinte, quando fomos tomar café da manhã, não consegui falar nada para minha mãe e nem ela para mim, mas notei que ela tinha chorado, estava com o rosto meio inchado e isso me despertou muita culpa, porque provavelmente minha mãe estava tendo um ciúme normal de mãe e filho, já que sempre fomos só nós dois.

Aquele mesmo dia, ela voltou do trabalho e resolvi deixar o jantar pronto pra tentar ficar de boa com minha coroa. Eu dei um abraço forte nela assim que ela chegou e senti dessa vez o meu pau ficar duro e um constrangimento tomar conta de mim. Acho ela ela percebeu, pois ficou desconfortável, se afastou e disse que iria tomar um banho.

Fiquei ali, perdido nos meus pensamentos, negando pra mim mesmo o tesão que eu sentia pela minha própria mãe, já que incesto pra mim era coisa apenas de filme pornô ou de pessoas doentes.

Despertei dos meus pensamentos com minha mãe pedindo para eu pegar uma toalha pra ela, a coitada saiu tão nervosa que esqueceu de levar. Fui entregar a toalha meio sem graça e pude observar melhor como minha mãe é gostosa! Ela tem uns peitos durinhos e grandes, os bicos são completamente rosadinhos e a boceta dela só tem um caminho minúsculo de pelos. Fiquei louco imaginando e ela percebeu, me chamou e logo entreguei a toalha para ela.

Fomos jantar e minha mãe estava mais tranquila, resolveu se desculpar pelo episódio com minha namorada, eu me desculpei também e nosso jantar estava tranquilo. Resolvi pegar uma garrafa de vinho, sempre colocava um vinho pra gelar quando o jantar era especial.

Eu e mamãe começamos a beber e nós dois somos bastante fracos para bebida, principalmente vinho, que dá um tesão do caralho. Ela começou a contar como o dia de trabalho dela foi estressante e que estava louca por uma massagem para relaxar.

Finalmente aconteceu o que eu queria!

Me ofereci para fazer a massagem nela, ela deitou de costas, levantei sua blusa e comecei a tocar na minha mãe. Aquela altura depois de tanto vinho, não me controlei e meu pau tava marcando no short de tão duro, como ela estava de costas nem percebeu e continuem massageando.

Depois fui tocando ela de um jeito mais safado, deslizando minhas mãos devagar até o começo da sua bunda e ouvi um gemido bem baixinho saindo da sua boca. Sem conseguir raciocinar direito, subi em cima dela, que estava de bruços e comecei a esfregar meu pau duro na sua bunda grande e gostosa.

Minha mãe tomou um susto e tentou levantar, mas segurei ela com força e disse para ela relaxar. Só ouvi ela dizendo que isso não era correto, que era um absurdo e que eu deveria respeita-la, mas a verdade é que nós dois sabiamos que isso era desejado a muito tempo, nós só não tinhamos nos dado conta até esse momento.

Continuei esfregando meu pau na bunda dela, a essa altura a safada perdeu totalmente a vergonha e começou a gemer descaradamente. Tirei o short dela e me deparei com aquele rabo perfeito, que eu já tinha visto tantas vezes, mas agora aquilo tinha um gosto diferente, já que eu ia comer gostoso.

Botei meu pau pra fora, fiz ela ficar empinadinha na cama e pude ver sua boceta encharcada, molhando o lençol de tanto tesão e comecei a esfregar minha pica na entrada da boceta dela, dando umas pinceladas e arrancando mais gemidos dessa safada. Tentei brincar o máximo que eu pude, mas eu já não estava me segurando e muito menos minha mãe, que pediu para eu come-la de um jeito que mais parecia uma súplica.

minha-mae-precisa-de-rolaimg

Meti gostoso na bocetinha quente dela e fui ao delírio só de imaginar quantas vezes tomei banho e dormi na mesma cama que ela e agora eu estava ali, sendo seu macho, metendo nela e fazendo ela gemer gostoso na minha pica. Pedi pra ela ficar de frente para a gente fazer um papai e mamãe bem gostoso, ela ficou mas na hora que tentei beijar a boca dela, infelizmente ela não deixou, talvez para ela, beijar fosse pior do que eu foder sua buceta. Continuamos ali, Trepando gostoso a madrugada inteira, de repente ela levantou, mandou eu deitar e foi descendo até abocanhar meu pau. Isso já era demais pra aguentar e não demorou muito gozei na boca dela. Deixei ela toda lambuzada com minha porra e pra minha surpresa ela não teve nenhuma frescura e engoliu tudinho.

Depois de tanta trepada fomos dormir exaustos e eu fiquei preocupado em como seria a partir daí, mas isso é algo que vou contar depois, na segunda parte desse conto!

Posts relacionados

Aniversário de Casamento: Festa em família ADS Aniversário de Casamento: Festa em família
No aniversário de casamento, a esposa tem uma bela surpresa para presentear. Ela traz a filha para participar do sexo de comemoração em família...
Virei puta de um pauzudo depois da festa Virei puta de um pauzudo depois da festa
Meu nome é Paulino (*) o que vou contar aconteceu realmente. Sou moreno, 1.80m, 89Kg, corpo normal, 18cm. Tudo aconteceu quando...
Consegui foder a empregada lá de casa Consegui foder a empregada lá de casa
Conto de Traição: Consegui foder a empregada lá de casa Olá, é a primeira vez que conto um relato aqui no site, esse é...
Vídeos de Sexo Anal e Porno Grátis ADS Vídeos de Sexo Anal e Porno Grátis
Porno com Mulheres dando o cuzinho no melhor do sexo anal grátis com safadas fudendo muito na pica dos seus machos.
A mãe tarada e o filho nerd ADS A mãe tarada e o filho nerd
A mamãe tarada e o filho nerd, num bom conto erótico em formato de quadrinhos, onde como pode ver, a mamãe não vai liberar a piroca do filho e cair de boca...
Transando com o pai da minha colega Transando com o pai da minha colega
Gatinha não aguentou e acabou transando com o pai da amiga Sou a Gabriela, tenho 22 anos, e aos 18 acabei transando com...
Comendo a mulata casada Comendo a mulata casada
Meu nome é José (fictício) tenho 27 anos. Esse conto e verídico. Tenho uma vizinha casada, morena 1.60 de altura pernas...
Comendo a safadinha desconhecida nesse último carnaval Comendo a safadinha desconhecida nesse último carnaval
Gostaria de contar como acabei comendo a safadinha gulosa que conheci nesse último carnaval. Eu tava doido pra curtir, encher a...
O primeiro anal a gente não esquece O primeiro anal a gente não esquece
Vou contar como foi meu primeiro anal. Me chamo Juliana, tenho 26 anos e formada em administração. Sempre fui muito focada no...
Comendo a passageira gostosa do Uber Comendo a passageira gostosa do Uber
Trabalho como motorista de aplicativo, e acabei comendo a passageira gostosa que me deu mole numa madrugada depois de uma festa....
Presente de aniversário para o amigo do meu esposo Presente de aniversário para o amigo do meu esposo
Contos de Traição: Presente de aniversário para o amigo do meu esposo Presente de aniversário para o amigo do meu esposo....
Suruba com a colega de faculdade bêbada Suruba com a colega de faculdade bêbada
Conto de Traição: Suruba com a colega de faculdade bêbada Eu tenho uma colega gostosinha de faculdade que é casada com um...

(3) Comentário(s)

  • Jefesom - Criado em 09/11/2020 Muito bom mesmo fazer sexo com a mãe!
  • Anonimata - Criado em 18/03/2020 Eu peguei o meu filho fudendo o cu do colega dele. Safadinho, cachorrinho, gostosinho da mamãe... putinho, feladaputa, maravilhoso e adora Fuder os cus dos colega dele.. safadinho da mamãe sabe fuder um cu bem maravilhoso, segura da socadinhas maravilhosa, cachorrinho lindo, safado da mamãe. Safadinho gostosinho da mamãe meu gato lindo da mamãe taradinho por cu.
  • Anônimo - Criado em 25/10/2019 cade a segunda parte to loco pra saber9

Deixe seu comentário

Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet brasileira. Um enorme acervo de temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais contos de sexo! Quer contribuir? ENVIE SEU CONTO. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em Contato que removeremos imediatamente.

porno - xvideos - contos eroticos - contos erótico - hentai - quadrinhos eroticos - porno amador - porno brasil - Acompanhantes BH

© 2014 - 2020 - Contos Eróticos BR: Contos de Sexo, Pornô, Traição, Incesto Todos os direitos reservados.