Meu tio me ensinou a ser viado

Meu tio me ensinou a ser viado

Meu tio Pedro é um coroa de 50 anos muito safado que me ensinou a ser viado. Ele é divorciado e tem uma filha, minha prima. Isso aconteceu quando eu era mais novo.

Eu tinha namorada na escola mas sentia que tinha algo errado comigo. Eu tinha um desejo estranho pelos meus colegas de colégio e na academia, eu tomava banho e ficava manjando a rola dos caras, mas eu era preconceituoso e fingia pra mim mesmo que aquilo era só uma fase.

Acho que meu tio sempre foi muito bom observador, ele sacava que eu era um viadinho e me dava altas indiretas em tom de brincadeira. Eu ficava chateado pra caralho achando que ele tava de zoação comigo, mas um dia tive uma surpresa ao mexer no notebook dele.

Fui acessar as redes sociais e por curiosidade fui ver o histórico do meu tio.

Fiquei surpreso pra caralho quando vi vários vídeos do xvideos com o título gay. Abri um pra ver e era um coroa com um garotão. Saber que meu tio via esse tipo de vídeo me deixou curioso e com tesão, meu pau deu uma latejada dando sinal de que mais um pouquinho, ele ia ficar duro.

Fechei o vídeo e devolvi o pc pra ele, eu tava atordoado demais com a descoberta pra conseguir ver qualquer rede social.

Eu e meu tio jogavamos bola toda sexta com os amigos dele, e como ele morava perto do clube e vivia sozinho, eu dormia na casa dele, mas por alguma razão ficar perto dele me deixava nervoso pra caralho e com tesão, não adiantava tentar espantar esse pensamento, eu ficava imaginando se meu tio já tinha comido um cara, se ele curtia os mais novos e por aí vai.

Chegamos no apartamento dele, ele disse que ia tomar um banho e não sei porque, tive a ideia de dar uma espiadinha nele, fingi que ia dar uma mijada e pedi para entrar, já tinha mijado na frente dele outras vezes, então era algo normal.

-Que bunda grande você tá hein sobrinho? é o futebol! Só toma cuidado pra não querer sair liberando hahahaha.

Ele falava isso olhando para o meu rabo e manjei a rola dele, enorme e bem gostosa pentelhuda, ficou difícil manter a pose de macho.

-Tá olhando meu pau porque cara? quer dar uma mamada?

-Que isso tio, tá me estranhando?

-Ahh, que nada pô! não precisa fingir comigo, eu sei que você manja minha pica, fica entre a gente, também sei que você mexeu no meu histórico do PC.

Fiquei sem graça com a revelação mas não tinha mais volta, ele desligou o chuveiro e me chamou. Cai de boca na sua pica molhada e pentelhuda, ele empurrou até o talo.

-Que gostoso, eu sabia que tu curtia rola moleque…

-Chupa minha caceta assim bem gostoso, o tio vai te tratar como a putinha que você é.

Ele me fez mamar tanto que meu maxilar ficou todo dolorido, mas eu finalmente tava soltinho, fazendo o que eu sempre quis com meu tiozão pauzudo.

Ele acabou gozando gostoso na minha boca.

-Engole minha porra vai, sem frescura, engole a gozada do teu macho, vou te mostrar como se fode gostoso.

Meu tio me levou pra cama, me mandou tirar a roupa e me deu um aperto forte e um tapa na bunda.

-Deita na cama de quatro moleque.

A essa altura do campeonato eu já não me continha mais, fiquei de quatro com meu bundão lá em cima pra ele, meu tio beijou meu rabo, deu várias mordidas e bateu na minha bunda.

-Caralho! isso que é rabo hein? cuzinho apertadinho, parece que nunca viu rola mesmo né? mas eu vou arregaçar esse cu todinho bem gostoso.

Eu fiquei muito nervoso, nunca tinha liberado meu cuzinho antes.

-Tio, tô com medo, eu nunca fiz isso antes, não quero que seja dolorido.

-Relaxa! vai doer só no começo mas depois fica gostoso e você vai querer me dar todo dia.

Ele foi na gaveta, pegou um lubrificante e começou a lambuzar meu cuzinho, passava os dedos, depois começou a introduzir um dedinho e foi brincando de vai e vem, ele disse que isso era pra eu relaxar e deixar meu cuzinho laceado.
viado
-Agora fica bem abertinho assim, prometo que vou meter devagar.

O pau dele ia entrando e cada pouquinho que ele botava, era uma dor imensa.

-Para, paraaa tio, não vou aguentar.

-Relaxa, já botei metade, só mais um pouquinho.

Resolvi aguentar aquela dor e quando ele meteu todo parecia que ia rasgar meu cu, então ele ficou paradinho só com o pau dentro, pegou meu pau e começou a tocar uma punhetinha pra mim.

Meu pau ficou duro, ele continuou e com essa punheta gostosa me deixando relaxado, ele começou a se movimentar devagar, empurrando a pica no meu rabinho daquele jeito safado.

Primeiro ele foi metendo devagar, eu quase morrendo de dor e prazer ao mesmo tempo, depois ele foi aumentando o ritmo e eu pensei que ia morrer de dor, mas tava super gostoso então tentei relaxar quando ele começou a bater na minha bunda e pedir pra eu rebolar na sua pica.

Enquanto ele me fodia com vontade eu comecei a me masturbar e gemer, fiquei louco, pedia pra ele me comer mais.

Tá vendo? eu falei que ia ser bem gostoso, que delicia comer esse teu cu apertadinho, vou ficar viciado nesse rabo.

Não demorou e meu tio acabou gozando dentro do meu cuzinho e o restinho de porra ele gozou na minha cara. Me senti uma putinha, tava todo arrombado e com o cu dolorido mas finalmente me liberei e cada vez que meu tio me come, eu fico mais safado.

Categorias:

Gay