Conto de Incesto: Ele Viu Meu Irmão Me Comendo

Oi galera eu sou a Elaine, tenho 19 aninhos e muito safadinha. Minhas tias sempre me elogiavam, pela minha beleza facial e pelo belo corpo escultural que eu tinha, eu sempre tive pernas grossas e bunda grande, meus primos não me davam sossego, eles não saiam da minha casa tentando me comer e as minhas tias davam a maior força, aconselhando eles a me levarem ao cinema ou me levarem para passear no shopping e foi num desses passeios, que eu comecei a dar a minha bucetinha pra eles, um dia era com o Paulo, outro dia era o Mario e assim foi o Gabriel o Mauricio eles faziam a festa comigo.

Mas o meu preferido era o meu irmão, eu sinto um tesão por ele que não consigo me controlar, na minha casa moramos eu meu irmão gostosão que por sinal ele é um gato, meu pai que também me causa arrepio e a minha mãe que é uma gata linda e gostosa como eu, já vi ela velar várias cantadas de diversos homens e incrível de dois tios meus, que são irmãos do meu pai, ela trabalha fora e o meu pai trabalha em casa pelo computador, eu sempre achei o meu irmão lindo e gostoso, mas nunca tive a oportunidade de falar isso pra ele, então eu fico só na admiração de irmã mais nova.

Ele sempre foi muito namorador e de vez em quando, ele levava alguma mulher lá pra casa para foder ela em sua cama, num belo dia a tarde eu chego em casa e ouço uns gemidos, logo fui ver de onde vinha e vi que era do quarto do meu irmão a minha mãe e o meu pai tinham saído para almoçar na casa da minha avó, quando eu olhei pelo buraco da fechadura, eu vi o meu irmão socando o pau numa mulher ela gemia e gritava, na hora eu não me controlei e fiquei excitada vendo aquilo, ele metendo com força e ela gemendo e falando, mete filho da puta, mete mais, mete esse caralho na minha boceta.

Na hora eu levantei a minha saia e comecei a colocar os dedos na minha boceta, meti logo dois dedos e comecei a tocar uma siririca ali mesmo, eu fiquei tão empolgada olhando aquela foda, que acabei gemendo alto demais sem perceber, quando eu vejo meu irmão abriu a porta e ficou olhando na minha direção, tomei um susto e corri para o meu quarto, eu fiquei preocupada e pensando, será que ele viu o que eu estava fazendo, minutos depois eu ouço a porta batendo, era a mulher que tinha ido embora e segundos depois ele bate na porta do meu quarto e grita, Elaine você está ai responde.

Meio sem jeito e toda envergonhada eu respondi estou sim pode entrar, ele entrou e eu notei que ele ainda estava de pau duro. Já fiquei imaginando putaria, “nossa, meu irmão me comendo, seroa?”. Ai ele perguntou o que você está fazendo, eu respondi não estou fazendo nada, só estou deitada aqui na cama lendo este livro, ele sentou se do meu lado e perguntou você escutou alguma coisa lá no meu quarto agora, eu respondi eu não escutei nada e nem vi nada também, ai ele deu uma risadinha meio sem graça e falou, mas eu vi o que você estava fazendo deixa eu fazer pra você, eu fiquei envergonhada e falei, eu também vi você socando o pau naquela putinha.

Chupando a buceta da irmãzinha

Chupando a buceta da irmãzinha

Ele deu uma gargalhada e falou, eu sempre quis socar o pau na sua boceta mas como você não deixa, eu trouxe aquela putinha pra socar o pau nela, eu olhei pra ele e falei, mas você nunca perguntou se eu deixava, ele riu e disse então já que você deixa eu vou socar agora mesmo e começou a me agarrar, eu estava querendo escapar, mas ele usou a sua força para me segurar e meteu o dedo na minha boceta, eu ainda tentei resistir mas como estava muito gostoso, eu deixei ele continuar, ai ele disse eu sempre quis comer, essa boceta gostosa que você tem, eu falei é mesmo pois então me fode.

Ele me soltou e falou calma irmãzinha, primeiro eu vou chupar ela todinha, ele se ajoelhou e enfiou a cara na minha boceta, sua língua subia e descia, entrava e saia, me fazendo delirar de tesão, enquanto ele chupava e enfiava o dedo na minha boceta, eu gemia e rebolava naquela língua gostosa, eu já estava quase gozando na sua língua, eu rebolava e falava enfia logo essa pica na minha boceta, eu já estava toda ensopada doida pra gozar e ele nada só chupando, eu gritava e implorava enfia logo que eu quero gozar, eu quero esse pau na minha boceta, faça comigo o que você fez com a sua putinha.

Ai ele arrancou a minha saia e arrancou a roupa dele e falou é pau que você quer então toma, ele socou aquele pau enorme na minha boceta que eu vi estrelas, mas estava uma delícia ele socava o pau na minha boceta e chupava os meus seios, eu rebolava e ele falava, toma vagabunda é disso que tu gosta então toma e socava bem gostoso e naquele vai e vem bem bruto ele me fez gozar muito gostoso, depois que eu gozei ele me botou de quatro e começou a socar no meu cuzinho, eu estava adorando e ele socando, socando, cada vez com mais força, quando tomamos um susto meu pai estava parado na porta.

Eu quase morri de susto, nos dois ficamos ali parados sem saber o que fazer, meu pai falou o que é isso o que vocês estão fazendo vocês são irmãos, eu criei coragem e falei pai desculpa foi sem querer, nós estávamos brincando e foi na empolgação, meu pai falou eu vou contar tudo pra mãe de vocês, eu falei não pai não conta não por favor, meu pai ficou nos olhando com uma cara de safado e disse, tá certo eu não conto com uma condição, se vocês deixarem eu participar também, ficamos espantados e sem ação, ai ele falou a sua mãe não veio, ela saiu com o seu tio e só vai chegar mais tarde, então vamos aproveitar, eu não conto nada e nem vocês também não.

Ele tirou a roupa e eu fiquei mais louca ainda, eu nunca tinha visto um pau tão grande, entusiasmada eu falei nossa pai que pau grande que você tem em, ele falou pois é com tudo isso e a sua mãe quer mais, agora vem minha filhinha gostosa vem da uma chupada o pau grande do papai, eu fui que nem uma cachorrinha chupar aquele pau que quase me engasgava de tão grande, mas estava delicioso, meu irmão ficou parado só olhando, meu pai olhou pra ele e disse que é isso filho, vem chupar a boceta da sua irmã, que depois é a minha vez, nos três ficamos ali se chupando se e se lambendo.

Depois o meu pai me falou, agora fica de quatro cachorrinha e chupa o pau do seu irmão e ele começou a lamber me cu, meu irmão ficou por baixo, lambendo a minha boceta que já tinha gozado várias vezes, meu pai deixou o meu cuzinho bem molhadinho e enfiou aquele cacete enorme no meu cu, eu gritei aiiii paizinho que pica grande, você vai arrombar o meu cu, mas fode o meu cuzinho que hoje eu estou no cio, meu pai falava vai filho fode essa boceta com a língua, que eu fodo o cuzinho dela, eu ali que nem uma vadia.

Meu irmão me comendo

Meu pai e meu irmão me comendo ao mesmo tempo, cada vez com mais força, era do jeito que eu gosto de foder, meu irmão segurava meus seios com uma força, que parecia que ia arrancar fora, mas estava muito excitante, enfim meu pai gozou dentro do meu cuzinho, deixando ele todo ensopado, meu irmão gozou na minha boca bem no fundo da minha garganta, eu gozei na língua do meu irmão e no pau do meu pai, eu fiquei exausta arrombada e cheia de porra pra todo lado, depois foi cada um pra seu lado e ninguém tocou mais no assunto… por enquanto né. VAMOS VER DAQUI PRA FRENTE….

Leave a Reply

Your email address will not be published.