Conto de Incesto: Metendo gostoso com a minha enteada

Metendo gostoso com a minha enteada. Olá, sou o Paulo, tenho 40 anos, sou casado a 5 anos e tenho uma enteada de 19 chamada Juliana. Ela é linda, tem um corpo perfeito, peitos durinhos, pele levemente bronzeada e um rabo perfeito.

Ela tem cabelos loiros, olhos verdes e é um espetáculo de mulher. A safada sempre curtiu provocar, a mãe dela nunca percebeu já que é muito desligada, mas eu tava de olho em cada movimento, louco para comer essa safadinha e vou contar como rolou nossa primeira foda.

Um dia uma das amigas dela, uma mulata linda que também é putinha igual minha enteada, encheu a cara, deu em cima de mim e acabei com ela chupando minha rola no banheiro aqui de casa. Minha mulher é representante de uma empresa e vive viajando, para a minha sorte.

A mulata chamada Lívia, chupou gostoso demais, ela mamada meu caralho, babada, engolia tudo, eu só empurrava a cabeça dela querendo que ela chupasse cada centímetro da minha pica, e para minha surpresa, minha enteada também bêbada, subiu na janelinha do banheiro, viu a gente e comentou que ia contar para a mãe.

Nessa hora não sei se foi brincando ou não, mas acabei parando, botei minha bermuda e levei a amiga dela para o seu quarto, a garota precisava dormir lá porque já tava muito tarde para ela ir só pra casa.

Fui deitar com o cu na mão, imaginando aquela putinha contando pra mãe dela, mas de madrugada ela entra no meu quarto do nada, como tava escuro achei que era a Lívia, mas que nada, era a safada da Juliana, só de calcinha e sutiã.

Sem dizer nada ela botou meu pau mole pra fora, deu uma chupada gostosa, logo senti meu cacete crescendo na boca dela. Ela engolia mais ainda, foi uma delícia, ela chupava melhor que a amiga e eu tava louco sem acreditar que finalmente ia fuder aquela cachorra.

Eu fiquei de joelhos na cama, segurei ela pelos cabelos e comecei a fuder sua boquinha deliciosa. Depois sem me aguentar de tesão, comecei a bolinar sua bucetinha bem molhada e meti um dedinho, fazendo um vai e vem gostoso que fez ela rebolar nos meus dedos enquanto me chupava.

Essa mulher era bem safada, empurrei ela na cama, abri suas pernas, apoiei nos meus ombros e comecei a beijar sua barriguinha, fui descendo pelas laterais da coxa e senti ela se contorcendo e bufando, se sentindo torturada de prazer.

Eu então finalmente parei de torturar minha enteada e chupei sua buceta, meti a língua, lambi, dei beijinhos, fiquei todo melado com a lubrificação da sua xaninha. Ela começou a gemer alto, rebolou na minha boca, puxou meus cabelos e me arranhou nos ombros. Ela tava doida, parecia um animal no cio.
metendo gostoso
Eu já não tava aguentando, levantei brucasmente, abri as pernas dela bem arreganhadas mesmo e meti meu pau todinho de uma vez só. Ela soltou um grito e logo se acostumou com minha piroca arrombando sua bucetinha pra valer.

Deixei meu cacete lá dentro, comecei a beijar sua boca, sugar seus mamilos e ela me segurou pela bunda e começou a fazer movimentos, dando a entender que queria que eu me mexesse dentro dela, então foi isso que eu fiz, comecei a socar até nossos corpos fazerem muito barulho com o atrito.

O gemido dela é muito gostosa, difícil resistir, então acabei sentindo que ia gozar, mas parei, coloquei ela de quatro, segurei pela cintura e comecei a meter. Sua buceta tava bem inchadinha e dilatada de tanta piroca. Ela rebolou gostoso no meu pau, tomou muito tapa naquela bunda gostosa.

Ela não parava de gritar e me xingar de tudo que é nome, nossa foda parecia de filme pornô e depois de suar bastante em cima dela, não aguentei tirei a pica e dei uma gozada em cima das costas dela.

Ela adorou, me beijou, dormimos de conchinha depois acordamos para fuder gostoso mais uma vez. Foi assim que minha enteada safada acabou virando minha putinha.

Categorias:

Incesto