Dei para o meu patrão e o empregado dele

Safada com o chefe e o empregado do mercadinho

Meu patrão e o empregado do mercadinho onde eu também trabalho, acabaram me comendo gostoso, nunca pensei que isso fosse rolar e gostaria de dividir com vocês um pouco da minha história, que aconteceu em 2017.

Me chamo Lucia, tenho 24 anos, sou alta, magrinha, peitos médios, bundinha bem feita, corpinho violão. Minha vida sempre foi confortável, mas quando meus pais se separaram, a situação ficou difícil. Tive que voltar a trabalhar pra bancar minha faculdade e arrumei um emprego em um mercadinho perto de casa, onde estavam procurando uma moça pra ficar no caixa.

Eu logo fui lá e consegui a vaga no dia seguinte, sei que não foi pelo meu talento e sim pela minha beleza, isso era comum mas eu ia mostrar meu serviço. O mercadinho é pequeno, tem eu e mais dois funcionários homens que cuidam da parte do frigorífico atrás e fazendo serviço braçal. O dono, o senhor Jacó, sempre tá por aqui, ele é um coroa de uns 50 anos, boa pinta, os dois funcionários são o Paulo e o Roberto, devem ter a mesma faixa etária que eu.

Logo de cara os dois me receberam muito bem, fiquei muito feliz com o ambiente de trabalho e logo comecei a notar meu colega dando em cima de mim e fiquei interessada por ele. O cara é um gato, moreno, alto, olhos cor de mel, da cor do pecado, mas tive que resistir porque era proíbido namorar no trabalho. O meu chefe sempre dizia isso, mas ele mesmo começou a dar em cima de mim.

Confesso que fiquei interessada em saber que um cara daquele com grana me queria, o lado interesseira aflorou, mas eu também sempre adorei uma putaria e comecei a me sentir a maior gostosa com dois homens me desejando.

Eu ficava imaginando mil putarias, sendo fodida pelos meus três colegas de trabalho e tudo mais, infelizmente muitas mulheres tem desejos assim mas a gente tem que fingir que somos recatadas e que mal gostamos de sexo, tudo para não sermos taxadas de puta.

Um dia foi aniversário do Paulo, o meu colega de trabalho, meu patrão levou umas bebidas e no fim do expediente enquanto colocamos tudo em ordem, a gente comeu uns petiscos, começou a beber e ficamos ouvindo música e curtindo. De repente o aniversariante me tira pra dançar e os outros dois começam a brincar, falando que ia começar a putaria e outras coisas.

A gente tava no maior clima de diversão e não sei se foi meu lado puta ou a bebida, mas comecei a dançar sensualmente me esfregando no meu colega e vi os outros dois ficarem loucos, então parei, voltei a beber, aí o Roberto decidiu ir embora, ele é casado, tem família e a ia dar treta chegar tarde em casa, mas eu e os outros dois continuamos bebendo, conversando e voltamos a dançar.

Meu chefe me pegou por trás e a putaria começou

Quando voltei a dançar coladinha com meu amigo, meu chefe chegou por trás de mim e esfregou sua pica na minha bunda, dançando junto. Eu no meio e os dois roçando em mim. Não foi preciso dizer nada, simplesmente depois disso comecei a beijar um, depois beijei o outro, enfiei minha língua na boca deles, foi uma delícia.

Os dois passavam a mão pelo meu corpo inteiro, chupavam meu pescoço, apertavam minha bunda, meus peitos, eu tava toda molhadinha já, que delícia, não tava aguentando mais de tesão, comecei a empinar e rebolar no pau do meu patrão, era bem gostoso sentir o pau dele duro na calça.

O Paulo colocou o pau pra fora e disse com um jeito safado que queria uma chupada de aniversário. Eu logo cai de boca naquele pauzão, dei uma mamada bem gostosa, lambi a cabecinha, as bolas, fiquei morrendo de tesão, que delícia o gosto daquele pau na minha boca.

O meu patrão tirou minha roupa e eu empinei gostosinho pra ele me comer enquanto eu chupava meu colega. Eu sugava aquele pau como se fosse um sorvete do melhor sabor. Meu colega delirava, elogiava meu boquete e falava um monte de putaria. Meu chefe começou a brincar com minha buceta e meu cuzinho, botando os dedos pra me deixar prontinha, como se precisasse. Eu já tava super molhadinha, pronta pra dar.

O meu patrão então colocou o pau na minha bucetinha e ficou louco!

-Que buceta apertada, nossa que delícia, você tem que provar também Paulo.

-Se a buceta for boa como o boquete dela, patrão, deve ser uma delícia mesmo!

E a gente ficou na putaria, eu chupando, dando, gemendo, levando tapa na bunda, na cara, puxão de cabelo. A putaria foi completa, filme pornô tava perdendo pra gente.

Os dois pediram pra fazer uma dupla penetração, me levaram para o quartinho dos fundos e na cama de solteiro que tinha lá, o meu patrão deitou, me colocou em cima dele e os dois encaixaram o pau ao mesmo tempo. Foi sofrido, eu não sabia como ia ser porque tava doendo demais, parecia que os safados iam me rasgar.

-Aiiiii, tá doendo, vocês vão rasgar minha buceta desse jeito.

-Que nada gata, vai ser gostoso, doi só no comecinho.

Eles começaram a botar, não aguentei e foi uma delícia, muita putaria, aqueles dois paus gostosos entrando na minha buceta, eles me mandando rebolar e batendo na minha bunda, foi uma delícia, eu gemia e ouvia eles falando várias sacanagem pra mim. Minha buceta tava toda assada e doloria sentindo aqueles dois pauzões enormes me arrombando.

Eu só conseguia gritar de dor e prazer, é uma sensação única, me sentia arrombada mas não queria parar. Conforme eles iam laceando minha buceta, eu fui quicando gostoso, rebolando nos dois paus e sentindo a pressão.

-Aiii, tá doendo, vamos dar uma pausa.

Então eles tiveram a ideia de um continuar me comendo e o outro botar no meu cuzinho, fiquei rebolando, sentia a pica arrombando meu cu também, só consegui pensar que ficaria sem sentar de dor.

Os dois ficaram metendo gostoso, não aguentei mais e acabei gozando. Eles acabaram gozando gostoso depois de um tempo. Colocaram o pau pra fora e gozaram na minha cara, fiquei toda melada de porra. Foi uma situação diferente e gostosa que aconteceu. No dia seguinte a gente se divertiu conversando sobre o que tinha rolado, meu patrão até aumentou meu salário e vira e mexe dá presentinhos pra mim, e eu sei como retribuir tudinho.

Posts relacionados

O dia que comi minha namorada e a amiga O dia que comi minha namorada e a amiga
Conto de Fetiche: O dia que comi minha namorada e a amiga Prazer, me chamo Thomas, tenho 22 anos, e essa história é verídica e conta como eu acabei comendo minha namorada e a amiga...
Leia completo
Sonhando com a piroca de um negão Sonhando com a piroca de um negão
Conto Gay: Sonhando com a piroca de um negão Meu amigo, é um texto longo mas para quem gosta desses assuntos sempre tira algo que acrescenta. Eu tenho 35 anos, sou casado com uma bela...
Leia completo
Liberei a bucetinha para o meu vizinho velho Liberei a bucetinha para o meu vizinho velho
Velhos com novinhas: Liberei a bucetinha para o meu vizinho velho Liberei a bucetinha para o meu vizinho velho Me chamo Anne, tenho 21 anos, sou loirinha, olhos castanhos, pele...
Leia completo
Minha mãe precisa de rola Minha mãe precisa de rola
Contos de Incesto com a mãe: Minha mãe precisa de rola Olá, meu nome é Caio. Sempre leio os contos aqui do site e queria contar uma coisa que aconteceu comigo a aproximadamente 5...
Leia completo
Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet. Um enorme acervo com diversos temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais! Caso tenha alguma contribuição, nos envie seu conto através do nosso link ENVIE SEU CONTO. Diversos contos de nosso site são retirados de outros sites. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em contato que removeremos imediatamente.
Contos Eróticos BR© 2015 / 2019 - Contos Eróticos BR Todos os direitos reservados.