Contos de Traição: A amiga piranha da minha esposa

minha mulher tem uma amiga piranha bem gostosinha chamada Mariane. Ela é uma mulata gostosa de 28 anos, frequenta academia, toda deliciosa e malhadinha. Eu tenho 45 anos, sou meio gordinho, mas não tanto, tenho um pau de 19 centímetros e sou casado a 15 anos, mas com o tempo as coisas vão ficando complicadas e a gente vai desejando carne nova.

Minha mulher acabou relaxando depois de um tempo de casamento, pra rolar sexo era uma vez na semana, e eu sempre fui taradão, me acabava na punheta principalmente quando a Mariane vem aqui em casa, até hoje é assim rs. Bom, ela mora no apartamento em cima do nosso e vive aqui em casa, ela e minha mulher são unha e carne.

A safada aparecia aqui com cada shortinho curto, marcando sua buceta inchadinha e sua bundona gostosa. Quando ela vinha com shortinhos de lycra eu sempre observava que ela usava calcinhas atoladas no cu ou as vezes tava sem nada, bem discarada mesmo, dividindo a xana todinha.

Difícil aguentar, e eu percebia que ela dava a maior corda pra mim mesmo quando minha mulher não tava olhando. Muito safada essa mulata e um dia ela aproveitou a oportunidade quando tava conversando com minha mulher e disse:

-Karol, você pode me emprestar seu marido pra montar um armário pra mim? você sabe que meu namorado é quase uma moça, não sabe fazer nada, ainda bem que você tem um macho em casa.

Minha mulher sorriu safada e disse que ela poderia ficar comigo o tempo que precisasse e lá fui eu para o apartamento dela montar um armário. Se eu não tivesse tesão nessa mulher, eu teria ficado puto, o negócio foi trabalhoso pra caralho, cansativo mesmo, fiquei pingando de suor. Ela trouxe uma cerveja bem geladinha pra mim e disse que ia tomar um banho.

Ela saiu do banho doida pra fazer um sexo gostoso

Ela voltou só de toalha e disse que se precisasse de algo era só chamar, que ela iria trocar de roupa. A safada tava doida pra me dar, fez tudo pra insinuar isso.

O calor tava demais, ela pediu pra eu tirar a camisa, fiz isso e deixei meu peito peludo a mostra. Ela olhou, passou a mão, me deixando arrepiado e com o pau endurecendo. Ela percebeu, sorriu bem safadinha e começou a descer a mão por cima da minha bermuda.

-Ficou animadinho né? que safado você, olha esse pau como tá duro.

-Por sua causa sua safada, porque você não aproveita pra dar uma chupadinha aqui?

-Sei não viu? tenho medo da Karol aparecer aqui.

-Se você for rápida, dá tempo da gente fazer tudo, agora que você me deixou de pau duro, vai cair fora Mariane?

Ela rapidamente se ajoelhou e começou a beijar toda a extensão do meu pau antes de chupar gostoso. A boca dela tava bem quentinha e gostosa. A safada chupa gostoso demais, eu comecei a dar leves socadas na boca dela.

-Que gostoso, chupa ele todo vai, baba na minha pica, gostosa!

A mulher pagou uma gulosa com muita vontade, parecia que ia esfolar meu pau de tanto que ela mamou.

Eu fiquei puxando seus cabelos e fiz ela levantar. Chupei os seus peitos, os bicos estavam bem durinhos já, tesão do caralho essa safada. Ela pedia pra eu mamar com mais forte e me sufocava gostoso com aquelas tetas deliciosas.

Eu já tava sem aguentar e a gente não tinha muito tempo, eu queria comer logo ela, socar meu pau fundo na sua buceta mas quando ela deitou na cama, se arreganhou, meteu dois dedos na bucetinha e tirou com aquela baba gostosa de tão molhadinha que a vadia tava eu fui igual um animal no cio e cai de boca.
amiga piranha
Chupei muito, me lambuzei inteiro com ela, dei uma chupada gostosa da porra, enfiei minha língua no buraco molhado da sua xana e ela ficou doidinha, que tesão do caralho essa mulher, meu pau latejava de vontade de foder ela inteira com força.

Não tive dó, botei com força dentro da buceta dela, sem camisinha mesmo, e ela abriu mais as pernas. Soquei gostoso, meti e tirei num vai e vem frenético, ela começou a soltar vários gemidos safados pra caralho.

-Você geme gostoso demais, eu sabia que você era uma puta, sua safada, que buceta gostosa apertadinha do caralho!

-Me fode então seu puto, me arromba toda!

Quanto mais ela pedia, mais eu metia gostoso, ela me apertava com as pernas e eu fazia um esforço danado pra socar nela de tão forte que foi a chave de coxa da gostosa.

O corpo dessa negra deliciosa tava toda suadinha, pegando fogo de tanto tesão, ela mexia gostoso embaixo de mim e me deixou doidinho de tesão.

-Aii caralho sua puta, vou gozar, abre mais essa bucetinha pra mim pra eu gozar em você.

-Goza vai, goza gostoso em mim porra, minha buceta tá toda assada.

Acabei não aguentando, gozei gostoso pra caralho, jorrei todo meu leitinho grosso na xaninha raspadinha dela e troquei um beijo gostoso com o gosto da buceta dela misturado com o do meu pau.

Categorias:

Contos de Traição