Conto Feminino: Siririca anal escondida na madrugada

Olá, meu nome é Vitória, tenho 19 anos, tenho um corpo até bonito: sou morena, com cabelos até a bunda, que é relativamente grande e bem redonda, assim como meus peitos. Em fim, trabalho em um supermercado de dia, e faço faculdade de marketing a noite, ah, e ainda moro com meus pais. Minha vida, apesar da correria e do estresse, é boa, e quanto a minha vida sexual, e pouco ativa, já que terminei com meu namorado à cerca de 1 ano.

Bem, vamos para a parte que interessa. Certo dia, cheguei da faculdade (já era meia noite) cansada, então, tomei um banho e fui para cama mexer no celular um pouco. Sempre tive o costume de assistir porno escondida dos meus pais, já que achavam um hábito errado. Bem, eu, apenas de calcinha e camiseta, coloquei meus fones de ouvido,e entrei em um site que sempre acessava. Assisti à alguns vídeo e já fiquei toda molhadinha, já estava prestes à me masturbar, mas algo me chamou a atenção: um vídeo de uma cam girl chamada “LiLi Chronicles” (existe sim, ela existe realmente, é só pesquisar no Googlel), na qual ela enfiava um pênis de borracha bem grande em seu cu.

Fiquei louca pra sentir algo no meu cuzinho virgem

Eu fiquei vibrada naquilo, como virgem analmente, queria saber a sensação de ter algo me penetrando no cu. Então, logo apaguei as luzes, falei para meus pais que eu iria dormir, e fiquei em minha cama. Logo depois que percebi que eles já haviam dormido, comecei a me lembrar da cam girl. Então pensei: por quê não tentar também? – E lá fui eu, tirei minha calcinha (já estava encharcada por sinal), e minha camiseta. Logo, pensei em uma pica bem grande e grossa, comecei a pensar nela me completando por dentro – aquilo deu um enorme tesão. Então, para “testar”, chupei meu dedo do meio bem gostoso, como um boquete, fiquei de lado, e passei em volta do anelzinho do meu cu. Logo, senti uma sensação incrível, como nunca havia sentido antes.
siririca
Aproveitando, lambi mais um pouco meu dedo, e então penetrei no meu cuzinho já pulsando de tesão. Foi um pouco estranho, doeu um pouco, mas então comecei a fazer movimento de “entra e sai”, e a dor se transformou em puro prazer, no qual nunca havia sentido antes. Depois de uns 15 minutos, percebi que meu cu estava pedindo algo a mais, estava querendo algo mais grosso, então, chupei dois dedos de uma vez, e penetrei, só que dessa vez bem mais forte e rápido. Senti a mesma dorzinha, que logo também virou prazer. Comecei a penetrar bem rápido e forte, e aquilo me deu um tesão que me perdi toda.

E assim foi por mais uns 30 minutos. Resolvi, então, ir com três dedos, e fiz o mesmo procedimento. Aquilo já estava me deixando louca, estava fazendo eu delirar de prazer, até que foi assim com 4 dedos, e depois de muito tempo e esforço, foi 5 dedos de uma vez, em um ritmo forte e rápido, até que gozei. Peguei meu gozo, molhei nos meus dedos, e penetrei mais ainda no meu cuzinho recém-arrombado, e depois chupei com todas as minha forças.

Depois disso, houveram diversas outras aventuras anais de madrugada, com diversos objetos, mas isso fica para a próxima! (caso queiram) .

Tchau, tchau, bebês! :*

Categorias:

Feminino

Leave a Reply

Your email address will not be published.