Conto Heterossexual: Nossa primeira aventura na praia

Olá, esta é a primeira vez que resolvo relatar um conto, espero que fique interessante e empolgante como foi o momento ao qual vou descrever, primeiro gostaria de nós apresentarmos, somos um casal jovem que se casou bem cedo, atualmente temos 31 e 28 anos eu e ela respectivamente, temos dois filhos, ambos nos cuidamos muito bem, minha esposa possui um corpo incrível ao qual eu desejo todos os dias, ela possui 1,65 com 56 quilos muito bem distribuídos, a minha parte preferida nela é o bumbum, daqueles empinados e redondinhos que não tem quem não queira espiar ou imaginar de biquíni. Desde que começamos a namorar ele foi sempre o principal alvo de minhas investidas.

Como começou a nossa aventura sexual

O que passo a relatar ocorreu no final do verão de 2015, moramos bem próximo a praia, mas precisamente a uns 30 minutos do Farol de Santa Marta em Santa Catarina, era um dia muito quente, sai logo cedo para trabalhar e deixar as crianças na escola e logo me veio na mente: “Eu tenho uma manhã de folga por tirar, é hoje!”, cheguei ao trabalho às 08:00, cumpri minha rotina inicial da manhã e as 08:30 hs disse que estaria tirando o restante da manhã de folga e voltei rapidamente para casa, minha casa fica a 5 minutos do trabalho. Chegando lá comentei com minha esposa que tinha tirado a manhã de folga e que estaria indo para a praia surfar e a convidei para vir junto, ela pensou um pouco e aceitou vir comigo, só disse que teríamos que voltar cedo caso pretendesse almoçar e principalmente pegar as crianças de volta da escolinha. Minha esposa é do tipo reservada, sabe que possui um corpo muito sensual, por isso procura se cobrir bem para não chamar demais a atenção dos outros, posso dizer que ela até se sente envergonhada quando percebe que é o centro de olhares, principalmente na praia, por isso costuma usar nas praias mais badaladas biquínis bem comportados, porém naquele dia falei a ela para aproveitar o dia para colocar a marquinha do biquíni em dia, que como era dia de semana e o mar estava bem baixo não teria quase ninguém na praia, assim poderia usar seu biquíni fio dental. As praias do Farol são quase que exclusivamente frequentada por surfistas, então com o mar baixo e no meio de semana elas ficam bem tranquilas, o que seria o ideal para o meu plano se tornar realidade. Até então nunca tínhamos cometido nenhum tipo de loucura, no máximo transar no carro essas coisas que todo mundo já fez, chegando lá logo percebi que o mar estava bem baixinho e que praticamente não tinha onda, bem como tinha bem poucas pessoas também na praia, por isso a convidei para dar uma volta no costão de pedras, ela estava vestida com um bermudinha jeans e na parte de cima só o biquíni, já logo que começamos a trilha já comentei, “- Amor se você for de short vai pegar marca na perna, porque já não vai de biquíni?”, pra minha alegria ela aceitou de imediato, viu que não tinha ninguém por ali mesmo, e nossa! que visão linda! deixei ela ir na minha frente só pra ficar admirando aquela bunda deliciosa, andamos por uns 10 minutos e chegamos na ponta do costão de frente para o mar, de lá podemos ver um barco de pesca, porém estava tão longe que não seria possível eles nos verem e assim ficamos mais a vontade, nisso começou a rolar uns amassos, procurei deixar ela o mais excitada possível, beijando com força seu pescoço, ombro, costas, quando percebi que ela estava no clima resolvi desamarrar bem devagar a parte de cima do biquíni, procurando fazer com que ela não percebesse o que eu estava fazendo, quando ela percebeu ela já estava com as costas livres, a parte de cima do biquíni só não caiu porque estávamos colados, continuamos no amasso desta vez com mais vontade, ela relutou um pouco no começo, dizendo que poderia aparecer alguém e tal, mais olhamos ao redor e continuamos, aos poucos ela tinha esquecido e em um certo momento consegui tirar o biquíni e coloquei em cima da pedra, agora sim ela estava com os peitos de fora e nisso virei ela de costas para mim e os tapei com as mãos já aproveitando para massagea-los, aos poucos eu estava fazendo com que ela se acostumasse com a ideia de que eles estavam nus e fui soltando eles, deixando eles totalmente
aventura
aparecendo, ela foi a loucura, parecia que eu tinha libertado uma nova mulher dentro dela, ela rebolava em meu corpo com aquela bunda incrível, foi quando resolvi virar ela novamente e comecei a chupar nos peitos dela, fazendo isso parti para a segunda parte, tirar a parte de baixo do biquíni, essa seria difícil, não acreditava que a primeira parte iria dar certo, mais vamos lá, comecei abaixando a calcinha somente na parte do bumbum, dizendo que queria ver o reflexo do sol no seu corpo e ela aceitou aos poucos, dizendo que eu era louco e tal, nisso comecei a massagear cada vez mais o seu corpo e aos poucos fui descendo a calcinha dela, quando vi que consegui abaixar até embaixo foi uma loucura, ela estava nua em plena luz do dia em uma praia pública e como estava linda, ela estava 100% depilada como sempre e com tudo no lugar, minha esposa é daquelas que a barriguinha é reta e foi incrível e nisso começamos a transar como loucos, ela logo pulou para cima de mim na pedra, parecia que estava possuída, nunca a vi assim, até a pouco não usava nem fio dental na frente dos outros, agora estava nua em cima de uma pedra totalmente exposta pulando em cima do meu pau, ficamos assim por uns cinco minutos, foi quando pedi a ela para trocarmos a posição, eu precisava comer ela de quatro assim ao ar livre, nisso eu pedi a ela para se encostar na pedra e ficar com a bundinha virada para mim, nossa seu corpo estava incrível, seus cabelos loiros combinavam certinho com sua marquinha de biquíni e tudo ali livre, leve e solto pra qualquer um poder ver e admirar, não resisti muito tempo e fui logo pra cima dela e enterrei o pau na bucetinha dela, que estava totalmente encharcada de tanta adrenalina e tesão por tudo que estava acontecendo. Ficamos transando por uns 20 minutos e quando estávamos voltando para o carro encontramos mais dois casais, não sabemos até hoje se eles viram alguma coisa ou não, o que podemos dizer é que foi o momento mais intenso que já passamos até hoje e que um dia vamos tentar reviver, corremos o risco mais valeu muito a pena!

Espero que tenham gostado, preservei todos os detalhes exatamente como ocorreram, se gostaram escrevam para nós que retribuímos com fotos: [email protected]

Categorias:

Heterossexual

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

1 Comentário

  • Dotado Safado 1 mês ago

    Fico louco de tesão ao ler.. Adoro falar sobre sexo e sacanagens, tenho tesão tanto em fazer quanto conversar com mulher que tem esse desejo, mesmo que as vezes com medo de revelar… Mais com muito fogo pra despertar… Tbm amo proibido aumenta ainda mais tesão… Não concorda? Rs… whats. (Quatro, sete,) (nove, nove, dois, meia, nove, treze, Dezenove)