Comi a coroa gostosa

Bom… essa história aconteceu quando estávamos na casa de praia. Tinhamos alguns amigos e dividiamos a casa, e para minha sorte, minha mãe tem umas amigas bem gostosas.
Que coroa gostosa, branquinha, pernas grossas, bumbum arrebitado e ela passou a manhã toda tomando umas na praia, quando voltou para casa me chamou para dançar e eu prontamente aceitei né? kkk.
Pow, eu tava sem camisa e já temia que poderia ficar de pau duro, uma mulher gostosa daquelas de biquíni dançando comigo, minha nossa!!! A primeira música acabou e eu logo fui pegar uma camisa para esconder que eu estava de pau duro, e ela nunca tinha me dado bola, até esse dia.
Dançamos uma música atrás da outra e logo uma de suas amigas falou: Solta o menino Luana! vai deixar ele doido! kkkk.
Ela sorriu e no meu ouvido disse baixinho: Esse aqui não tem perigo! Fiquei intrigado com isso. Eu estava de pau duro, esfregando em sua buceta já há algum tempo e ela me fala isso?

Aproveitei a oportunidade

Bom… o pessoal costumava ir à praia logo após o almoço e na casa só ficava uma senhora aquela hora. Como ela já tinha ido pela manhã e estava meio bêbada, resolveu ficar em casa para dar uma cochilada.
Fui ao banheiro (na casa tinha três) esperei todos saírem e quando saí, a senhora estava vendo TV na sala, e quando vou para o quarto de Luana ela está lá, ainda de biquíni e com a bunda para cima.
Fechei a porta e fui chegando bem devagarinho perto dela, seu biquíni era daqueles de lacinho, então soltei o primeiro e logo o segundo, puxei o biquíni e que bunda gostosa! bem na minha cara! De repente ela se vira para cima e fica com a pepeca toda arreganhada.
logo7
Não tinha nenhum pelo na pepeca, era toda raspadinha, não resisti e cai de boca nela, que começa a dar uns gemidinhos. Acho que ela pensou que estava sonhando, mas logo ela se toca e me pergunta se estou louco.
Falei para ela que não tinha ninguém em casa e que eu estava dando o que ela queria. A safada sorriu e mandou eu continuar chupando, então chupei por mais alguns minutos, até ela pedir para eu botar na pepeca dela.
Prontamente faço o que ela me pede e vou meter… que delícia! meu pau entrou fácil, meti com muita força e a safada gemia bastante, e eu sabendo que ela estava bêbada, pedi para comer o cu dela, ela nem fez charme e mandou eu comer! Ai papai, que beleza! kkkk

Fiz o meu primeiro anal

Encosto meu pau no cuzinho dela e vou botando bem devagar, cada centímetro que entra ela se derrete de prazer. Quando consigo botar tudo ela pede para eu ir devagar e a cada bombada, ela dava uns gritinhos bem safados.
Ela manda eu gozar logo para ninguém chegar e nos pegar juntos, eu logo obedeço e encho todo seu cu de porra. Fiz tudo que eu queria com ela aquela tarde, mas depois ela não quis mais nada comigo e eu entendi que ela era a professora e só queria uma transa com um garoto de 18 anos.
RELATO REAL CONTADO POR: Franca Stark

Categorias:

Coroa, Fetiche

Leave a Reply

Your email address will not be published.