ph1cto22226

Tenho uma prima delicia um pouco mais velha que eu (na época eu tinha 20 e ela 22 anos), que a cada 2 anos, vem para a minha cidade. Ela e loira, bem branquinha, na época seios pequenos (hoje tem um silicone muito gostoso) e uma bunda muuuito gostosa…
Nessa época, ela apareceu em casa, linda como sempre. Só de abraça-la, ja ficava de pau duro.
Combinamos de ir a praia, e ela me vai com um biquini rosa muito enfiado na bunda. A bunda dela é perfeita, maravilhosa, redondinha e grande, não tinha um cara que deixasse de olhar para aquela gostosa.
Na praia, ela pede para passar protetor, ja que por ser branquinha, tinha que se proteger melhor. Nem tentei tirar proveito da situação, só passei nas costas mesmo, mesmo assim fiquei no maior tesão.
Fomos para o mar, jogamos água um no outro, e ela sempre esbarrando em mim, encoxada aqui, mãozinha ali…
Passadas umas horas, voltamos pra casa.
Chegando em casa, tinha um bilhete escrito pelos meus pais: “Voltaremos à noite, beijos”. Hummm muito bom…
Ela foi tomar banho primeiro. E eu so do outro lado so imaginando ela peladinha…
Nisso ela me chama, pedindo para que eu regule chuveiro. Eu entro, peço licença e dou uma ajeitada na temperatura. Tudo numa boa, pois ela estava enrolada numa toalha.
De repente, ela pergunta se eu nao gostaria de tomar banho junto com ela… pronto, era tudo o que eu queria! Tirei rapidamente minha roupa e ela pendura a toalha. Comecei a passar sabonete nas suas costas, eu de pau duríssimo, já fui encoxando ela por trás e pegando em seus peitos, e fico lambendo seu pescoço. Nisso, ela se vira e faz um maravilhoso boquete, ajoelhada enquanto a água do chuveiro caía sobre suas costas. Me segurei pra não gozar naquela boquinha maravilhosa. Levantei-a, beijei sua boca, com água do chuveiro caindo sobre nós. Depois coloquei-a de costas, com a palma da mão na parede, e comecei a socar meu pau na sua bundinha (bundinha nada, um rabão gostosíssimo). Meti com toda a minha força, e ela gemia, e empurrava aquele rabão contra mim para entrar mais. Nisso, eu murmuro: “Vou gozar!”. Ela tira meu pau de sua buceta, ajoelha novamente, e bato uma punheta com a cabeça do meu pau apontada para a sua língua, e rapidamente solto um jato no seu rosto, deixando sua pele branquinha toda gozada, e de brinde ganho mais um boquetasso (não existe coisa melhor do que receber um boquete depois da goza).
Nos lavamos, e depois nos enxugamos um ao outro, e ficamos na sala vendo TV. Uma hora depois meus pais chegam, e nós ali como se nada tivesse acontecido.
No próximo conto, mais trepadas com a minha prima gostosa do sul.

Leave a Reply

Your email address will not be published.